Mozambique
MapoList


Chuva fraca em Cabo Delgado e Niassa nesta 6ª feira de 34º em Tete e 29º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta sexta-feira (20) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado, localmente nublado. Possibilidades de chuvas fracas dispersas na zona c
@Verdade - Últimas

Chuva fraca em Cabo Delgado e Niassa nesta 6ª feira de 34º em Tete e 29º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta sexta-feira (20) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado, localmente nublado. Possibilidades de chuvas fracas dispersas na zona costeira e extremo norte de da Província de Niassa. Vento de sudoeste a sudeste fraco a moderado. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu limpo com períodos de pouco nublado. Ocorrência de chuvas fracas nas províncias de Manica, Sofala e Tete. Vento de sudoeste a sudeste fraco a moderado. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo céu limpo, passando a nublado. Ocorrência de chuvas fracas ou chuviscos, principalmente ao longo da faixa costeira. Vento de sueste a sudeste fraco a moderado, podendo soprar com rajadas na faixa costeira e extremo sul da província de Maputo. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 29 19 Xai-Xai 28 18 Inhambane 29 20 Vilankulo 30 18 Beira 30 22 Chimoio 28 15 Tete 34 22 Quelimane 31 22 Nampula 29 21 Pemba 31 22 Lichinga 26 14

Serie A: Napoli vence Udinese de virada e diminui vantagem da Juventus

O Napoli virou a partida duas vezes para vencer a Udinese por 4 a 2 na Liga Italiana de futebol nesta quarta-feira e diminuir a vantagem da Juventus para quatro pontos, após o clube de Turim empatar a uma bola com o Crotone, que está na zona de rebaixamento
@Verdade - Últimas

Serie A: Napoli vence Udinese de virada e diminui vantagem da Juventus

O Napoli virou a partida duas vezes para vencer a Udinese por 4 a 2 na Liga Italiana de futebol nesta quarta-feira e diminuir a vantagem da Juventus para quatro pontos, após o clube de Turim empatar a uma bola com o Crotone, que está na zona de rebaixamento. O atacante Jordan Veretout, da Fiorentina, marcou três golos, mas a sua equipa foi derrotada em casa por 4 a 3 pela Lazio, em partida na qual dois jogadores foram expulsos nos primeiros 15 minutos, o técnico visitante Simone Inzaghi foi expulso e um penalti foi revogado pelo árbitro de vídeo. Raul Albiol, Arkadiusz Milik e Lorenzo Tonelli marcaram na última meia hora para manter a Napoli na disputa pelo título antes do confronto de domingo contra a Juventus. Alex Sandro deu à Juve uma vantagem inicial, mas Simy empatou no segundo tempo para o Crotone. A Juventus lidera o campeonato com 85 pontos, seguida pelo Napoli, com 81, Roma, que venceu o Genoa por 2 a 1, e Lazio com 64, nas duas outras vagas para a Liga dos Campeões.

Cuba indica oficialmente Miguel Díaz-Canel para substituir Raúl Castro como presidente

Miguel Díaz-Canel foi indicado pelo Parlamento de Cuba nesta quarta-feira como o único candidato para substituir Raúl Castro como Presidente, o que fará dele o primeiro líder da ilha não pertencente à família Castro desde a revolução de 1959. Ra
@Verdade - Últimas

Cuba indica oficialmente Miguel Díaz-Canel para substituir Raúl Castro como presidente

Miguel Díaz-Canel foi indicado pelo Parlamento de Cuba nesta quarta-feira como o único candidato para substituir Raúl Castro como Presidente, o que fará dele o primeiro líder da ilha não pertencente à família Castro desde a revolução de 1959. Raúl, de 86 anos, deixa o cargo depois de dez anos. A Assembleia Nacional deve votar ainda nesta quarta-feira a proposta para substituí-lo por Díaz-Canel, engenheiro de 57 anos que actualmente é o primeiro vice-presidente. Díaz-Canel, nascido depois da revolução, tem entusiasmo por tecnologia e parece ser socialmente liberal. Fiel ao governista Partido Comunista, ele é considerado uma aposta segura para herdar o manto ideológico de Raúl e outros líderes anciãos que ajudaram Fidel Castro a derrubar Fulgencio Batista, ditador apoiado pelos Estados Unidos da América. O novo presidente deve ser cauteloso a princípio e tentar consolidar o apoio dos conservadores, apesar do anseio dos jovens cubanos por um desenvolvimento mais acelerado. É improvável que ele altere o sistema de partido único. Embora a Assembleia desta semana esteja a abrir caminho para líderes mais jovens no governo, Raúl e outros anciãos da revolução provavelmente preservarão algum poder na ilha caribenha por serem veteranos do Partido Comunista até um congresso partidário agendado para 2021. Vestindo um fato escuro ao invés de um uniforme militar, Raúl sentou-se ao lado de Díaz-Canel enquanto um funcionário lia os nomes dos líderes propostos aos 604 parlamentares reunidos em um centro de convenções de um subúrbio arborizado de Havana. Raúl assumiu a Presidência em 2008 quando Fidel, seu irmão mais velho, lhe entregou o poder formalmente devido à deterioração de sua saúde. Fidel morreu em 2016 aos 90 anos. Raúl, de 86 anos, realizou mudanças abrangentes, melhorando consideravelmente as relações com os Estados Unidos pela primeira vez desde que os rebeldes liderados por Fidel derrubaram um ditador apoiado pelos EUA, e fazendo reformas de mercado cautelosas em uma das últimas economias de estilo soviético do mundo. Mas como a economia está sendo afectada pela crise na aliada Venezuela e as relações com Washington voltaram a se tensionar no governo do presidente Donald Trump, alguns cubanos estão descrentes de uma melhoria de vida e se sentem apreensivos com o que virá adiante. Além do sucessor de Raúl, a Assembleia essencialmente simbólica seleccionará 30 outros membros do Conselho de Estado cubano. O novo presidente e o Conselho de Estado devem ser empossados na quinta-feira.

30 combatentes de al-Shabab mortos no centro da Somália pelo Exército

Pelo menos 30 combatentes do movimento somali al-Shabab foram mortos na região de Hiraan, no centro do país, durante combates com unidades militares das forças regulares, anunciou terça-feira a imprensa local, citando o porta-voz do Exército na região,
@Verdade - Últimas

30 combatentes de al-Shabab mortos no centro da Somália pelo Exército

Pelo menos 30 combatentes do movimento somali al-Shabab foram mortos na região de Hiraan, no centro do país, durante combates com unidades militares das forças regulares, anunciou terça-feira a imprensa local, citando o porta-voz do Exército na região, Mohamed Nur. «As forças governamentais mataram 30 elementos do movimento al-Shabab e apreenderam veículos e material de guerra que estavam na posse dos membros do movimento», precisou a mesma fonte. O Exército tomou várias zonas que eram controladas pelas milícias, que causavam muitos sofrimentos às populações, acrescentou Nur. O representante especial União Africana (UA) e chefe da Missão desta na Somália, Francisco Madeira, anunciou um novo plano para fazer face aos atentados perpetrados pelos combatentes do movimento al-Shabab que constituem uma ameaça para as forças de segurança e o povo somalís. Ele insistiu na importância da troca de informações e cooperação com o povo somalí para enfrentar e abortar os actos terroristas. Madeira discursava na abertura de uma conferência organizada pela AMISOM sobre riposta aos atentados.

Egípcio Mohammed Salah ultrapassa recorde de Drogba

O jogador egípcio Mohamed Salah do Liverpool «destronou» o costa marfinense Didier Drogba, ao tornar-se no primeiro africano a marcar 30 golos numa época no campeonato inglês de futebol. Salah ultrapassou Drogba depois de marcar três golos
@Verdade - Últimas

Egípcio Mohammed Salah ultrapassa recorde de Drogba

O jogador egípcio Mohamed Salah do Liverpool «destronou» o costa marfinense Didier Drogba, ao tornar-se no primeiro africano a marcar 30 golos numa época no campeonato inglês de futebol. Salah ultrapassou Drogba depois de marcar três golos durante o jogo da sua equipa contra o Bournemouth, no passado fim de semana. A Confederação Africana de Futebol (CAF) revelou que o jogador egípcio de 25 anos ultrapassou os 29 golos marcados Drogba, quando o seu clube Chelsea (também da Primeira Divisão inglesa) venceu o campeonato em 2009-2010.

Produtos contrafeitos ainda pululam no mercado nacional e as multas são pagas gota a gota

A Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE) confiscou 9.070 unidades de tóneres contrafeitos e outros produtos, incluindo acessórios de viaturas, também falsificados, nos primeiros três meses desta ano, e considera que as infracções protag
@Verdade - Últimas

Produtos contrafeitos ainda pululam no mercado nacional e as multas são pagas gota a gota

A Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE) confiscou 9.070 unidades de tóneres contrafeitos e outros produtos, incluindo acessórios de viaturas, também falsificados, nos primeiros três meses desta ano, e considera que as infracções protagonizadas por determinados agentes económicos continuam críticas no mercado nacional. “Por vezes, os consumidores não se apercebem disso”. Segundo Virgínia Muianga, inspectora daquela instituição do Estado, durante a fiscalização, que resultou na aplicação de 24.113.877,75 meticais de multas, pelo menos 49 estabelecimentos comerciais foram autuadas e suspensas por falta de higiene nas instalações e no processo de produção. Aliás, daquele valor de multas, o valor pago não chega a três milhões de meticais, de acordo com aquela responsável. Em Dezembro passado, a inspectora-geral, Rita Freitas, admitiu, respondendo a uma pergunta colocada pelo @Verdade, que as multas aplicadas aos agentes económicos à conta de diversas irregularidades, algumas das quais colocam em perigo a saúde dos consumidores, não estão a ser devidamente cobradas. A situação deve-se, em parte, à incapacidade da própria INAE, que alega não ter um sistema informático que lhe permite efectuar o registo dos devedores e pagadores. A entidade acusa, igualmente, os agentes económicos de não levarem a sério que as multas devem ser quitadas. Os valores em causa não canalizados aos cofres do Estado não eram só de 2017, mas, também, de 2016, o que sugere que, a cada ano, os fundos por reaver avolumam. Numa outra operação, ainda referente ao primeiro trimestre deste ano, aquela instituição apreendeu igualmente filtros de marca “Gud”, destinados a viaturas, penso higiénicos de marca “Usual”, entre outros produtos. No que diz respeito aos bens de consumo, pelo menos 60 toneladas de derivados de alimentos à base de frango processados foram retirados das prateleiras por suspeita de estarem contaminados por listeriose. Refira-se que as autoridades moçambicanas suspenderam, a 05 de Março passado, a importação de alimentos à base de frango processados pelas empresas sul-africanas Enterprise Foods e Rainbow Chicken, bem como a sua comercialização no nosso país, na sequência do surto daquele doença que afecta aquele país vizinho, desde o início de 2017 e já causou pelo menos 180 mortos.

Renamo e seu candidato já governam em Nampula

Paulo Vahanle, há duas semanas proclamado vencedor da segunda volta da eleição intercalar na cidade de Nampula e, por conseguinte, presidente do mesmo município, foi investido na quarta-feira (18) ao cargo para o qual foi eleito, para os próximos seis me
@Verdade - Últimas

Renamo e seu candidato já governam em Nampula

Paulo Vahanle, há duas semanas proclamado vencedor da segunda volta da eleição intercalar na cidade de Nampula e, por conseguinte, presidente do mesmo município, foi investido na quarta-feira (18) ao cargo para o qual foi eleito, para os próximos seis meses. O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) e o edil interino deste mesmo partido, Américo Iemenle, já entregaram as pastas. Assim, caiu o pano da eleição intercalar em Nampula e cessam as peripécias que levaram a que a chamada capital do norte tenha dois edis interinos em pouco tempo. O novo “dono” daquele município é um político, professor, deputado da Assembleia da República (AR) pela Renamo e membro da Comissão Permanente deste órgão legislativo. Tem 57 anos de idade. Ele eleito com 58,60% de votos, contra 41,40% do seu adversário da Frelimo, Amisse Cololo. Na sua investidura, testemunhada pela ministra do Trabalho Emprego e Segurança Social, Vitória Diogo, em representação do Governo Central, Paulo Vahanle recebeu as chaves da urbe e a bandeira da edilidade, a lei autárquica, a bandeira e a Constituição da República de Moçambique. Ele, natural da província de Nampula, disse que o compromisso do partido a que pertence é traduzir o programa de governação em actos concretos (...) que possam propiciar o bem-estar e a prosperidade aos munícipes. Todavia, para tal é necessário que haja “colaboração de todos”, porque a capital do norte “precisa de cada um de nós”. Por sua vez, Vitória Diogo lembrou ao novo edil que administrar uma cidade como Nampula exige “um conjunto de obrigações que passa pela estreita e rigorosa observância da lei”. Ademais, Vahanle e a sua formação política foram exortados no sentido de pautarem pela boa gestão da coisa pública e comprimento de trabalhar para a melhoria da vida dos cidadãos. A prestação de contas não deve ser só orientada para os eleitores da Renamo, mas sim, de todos os residentes de Nampula. Num outro desenvolvimento, a governante disse que a gestão das comunidades deve ser inclusiva e haja respeito pelos princípios de igualdade e imparcialidade no seu tratamento. Recorde-se que a 10 de Outubro deste ano o país realizará as quintas eleições autárquicas.

Mão externa interfere no trabalho da INAE e manda suspender “Operação Kulaya”

A pomposa e alardeada “Operação Kulaya” (aconselhar ou educar), iniciada a 02 de Abril corrente, pela Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE), com o intuito de sensibilizar os agentes económicos sobre as boas práticas no exercício da
@Verdade - Últimas

Mão externa interfere no trabalho da INAE e manda suspender “Operação Kulaya”

A pomposa e alardeada “Operação Kulaya” (aconselhar ou educar), iniciada a 02 de Abril corrente, pela Inspecção Nacional das Actividades Económicas (INAE), com o intuito de sensibilizar os agentes económicos sobre as boas práticas no exercício das suas actividades, durou (muito) poucos dias e não passou de uma “montanha que pariu um rato”. Está suspensa até novas orientações, devido a alegadas “ordens superiores”. Em parte, a situação levanta interrogações sobre o à vontade, a neutralidade e a imposição da mão dura com que aquela entidade nos habituou nas suas acções visando impedir a bandalheira com que, vezes sem conta, os agentes económicos brindam os seus clientes, colocando, por vezes, a saúde destes em perigo. Virgínia Muianga, inspectora daquela instituição, disse na segunda-feira (16), entredentes, que a interrupção da actividade em alusão foi ordenada por uma entidade superior e a INAE aguarda novas ordens para explicar ao público o que é que se passou. “Nós aguardamos qualquer reacção ou informação para podermos dar todo o tipo de informação que desejarem”, disse ela e recordou que a operação era feita por uma equipa multissectorial. “Estamos, neste momento, a trabalhar os processos dos estabelecimentos visitados”. Criada através do Decreto no. 46/2009 de 19 de Agosto, a INAE é dotada de personalidade jurídica e autonomia administrativa e congrega, ao abrigo do artigo 7 do mesmo dispositivo, as inspeções de vários ministérios, nomeadamente dos ministérios da Indústria e Comércio, do Turismo, da Saúde, da Coordenação da Acção Ambiental, dos Transportes e Comunicações, da Educação e Desenvolvimento Humano, dos Recursos Minerais e Energia e da Juventude e Desportos, com a intenção de reduzir o número de inspecções unilaterais e, por vezes descoordenadas, sobre os agentes económicos. E por causa da suposta extensão do grupo que desencadeou tal operação, “não é possível obter” detalhes sobre a “informação constante dos processos”. No primeiro dia da “Operação Kulaya”, várias instituições públicas, das quais Autoridade Tributária de Moçambique, o Conselho Municipal da Cidade de Maputo (CMCM), o Ministério da Saúde (MISAU), o Instituto Nacional de Normalização e Qualidade (INNQ), visitaram alguns estabelecimentos comerciais que funcionam nas avenidas Eduardo Mondlane, Karl Max, Vladimir Lenine e Emília Daússe, por exemplo, e contataram, entre várias irregularidades, “muitos produtos, mas muitos mesmo, sem rótulos” que indiquem o nome do produto, nem a data em que o mesmo foi embalado e muito menos a sua data de validade. Formalmente lançada pelo Ministro da Indústria e Comércio (MIC), a 21 de Junho de 2010, a INAE é uma instituição pública de âmbito nacional, que funciona sob tutela deste mesmo ministério e fiscaliza todos os locais onde se proceda a qualquer actividade industrial, comercial ou de prestação de serviços. Virgínia Muianga afirmou ainda aguarda-se novas orientações por parte de quem mandou descontinuar o trabalho. No devido momento será também dada a explicação sobre “as razões que levaram à suspensão e do relatório do trabalho realizado”.

União Desportiva do Songo garantiu apuramento inédito para fase de grupos da Taça CAF; Costa ...

Um golo de Kambala garantiu a União Desportiva do Songo o apuramento inédito para a fase de grupos da Taça da Confederação Africana de futebol (CAF) embora tenha perdido no diante do Al Hilal Elobied. “O campo parecia que estava inclinado, conseguimos
@Verdade - Últimas

União Desportiva do Songo garantiu apuramento inédito para fase de grupos da Taça CAF; Costa ...

Um golo de Kambala garantiu a União Desportiva do Songo o apuramento inédito para a fase de grupos da Taça da Confederação Africana de futebol (CAF) embora tenha perdido no diante do Al Hilal Elobied. “O campo parecia que estava inclinado, conseguimos marcar o golo na altura certa e soubemos sofrer”, resumiu Chiquinho Conde. Ainda na noite desta quarta-feira (18), em Maputo, o Costa do Sol foi incapaz de anular a desvantagem de 3 golos sofridos no Ruanda. A vantagem de 3 a 1 conquistada no “Caldeirão do Chiveve”, no jogo da 1ª mão, foi decisiva para o apuramento dos campeões nacionais que no Sudão enfrentaram um ambiente visivelmente hostil no relvado, e fora dele. Diante do seu público o Al Hilal Elobied entrou para virar a eliminatória, como prometera o seu treinador, e só depois de 20 minutos sufocantes os “hidroeléctricos” conseguiram sacudir a pressão e tiveram a frieza para adiantar-se no marcador. Banda teleguiou o esférico para Kambala que na grande área foi imperial e gelou o estádio. Mais experientes nas competições da CAF, e com o quarteto de arbitragem do seu lado, os sudaneses chegaram ao empate ainda antes do intervalo. Quando no início da 2ª parte o Al Hilal marcou o 2 a 1 o estádio voltou a sonhar com uma reviravolta na eliminatória mas os pupilos de Chiquinho Conde mostraram que têm estofo de campeões e souberam gerir a vantagem até o apito final que confirmou o apuramento, pela primeira vez na sua história, para a fase de grupos da segunda mais importante prova de clubes de futebol em África. “O campo parecia que estava inclinado, conseguimos marcar o golo na altura certa e soubemos sofrer. Eu não costumo falar em termos individuais mas o Leo (em alusão ao guarda-redes Leonel) foi fantástico, eu tenho uma equipa fantástica, só me resta agradecer a eles” declarou Chiquinho Conde à Rádio Moçambique após a sua equipa qualificar-se com um agregado e 3 a 4 no somatório dos dois jogos. Costa do Sol foi incapaz de anular a desvantagem Em simultâneo, no estádio nacional do Zimpeto, o Costa do Sol tentou anular a desvantagem de 3 golos sofridos no Ruanda, mas sem sucesso. Depois de uma entrada pouco confiante Isac abriu o placar, à passagem da meia hora. Oito minutos depois os “canarinhos” beneficiaram de uma grande penalidade mas o capitão Isac chutou para as nuvens. Contudo, já em tempo de compensação, o pequeno (grande e rápido) avançado com um pontapé bem colocado bisou e deixou o Zimpeto a acreditar numa reviravolta. A 2ª parte de foi de muito sofrimento, principalmente pelos lances desperdiçados pelos jogadores “canarinhos” que não só podiam ter empatado como feito a cambalhota na eliminatória. Acabaram eliminados pelo agregado de 2 a 3 e o Rayon Sports tornou-se no primeiro clube do Ruanda a qualificar-se para uma fase de grupos da Taça CAF.

Procuradora Geral da República vai informar que o processo das dívidas ilegais teve nenhum ...

A Procuradora Geral da República (PGR), Beatriz Buchili, deverá revelar nos próximos dias aos moçambicanos que o processo nº 1/PGR/2015, relativo às dívidas ilegais das empresas Proindicus, EMATUM e MAM, teve quase nenhum desenvolvimento desde o seu ú
@Verdade - Últimas

Procuradora Geral da República vai informar que o processo das dívidas ilegais teve nenhum ...

A Procuradora Geral da República (PGR), Beatriz Buchili, deverá revelar nos próximos dias aos moçambicanos que o processo nº 1/PGR/2015, relativo às dívidas ilegais das empresas Proindicus, EMATUM e MAM, teve quase nenhum desenvolvimento desde o seu último Informe à Assembleia da República (AR) e que o relatório integral da Auditoria da Kroll vai continuar no segredo da justiça... quiçá até depois das Eleições Gerais de 2019! Quando a 19 de Abril de 2017 a “guardiã” da Legalidade em Moçambique foi a plenária da AR apresentar a sua Informação Anual a consultora Kroll ainda não havia apresentado o seu relatório sobre a Auditoria que realizara à pedido da PGR às três empresas estatais que ilegalmente endividaram o nosso país em mais de 2 biliões de dólares norte-americanos. O @Verdade sabe que as constatações sumarizadas do relatório serão os únicos desenvolvimentos que Beatriz Buchili vai apresentar na sua Informação Anual aos deputados da chamada “Casa do Povo”, embora tenham decorrido 11 meses desde que recebeu a Auditoria que confirmou o que o povo já sabia: nenhuma das Garantias Soberanas fornecidas aos bancos Credit Suisse e Vnesh Torg Bank foram submetidas e aprovadas pelo Parlamento como determina a Constituição da República. A PGR não deverá aprofundar mais do que já é do domínio público relativamente ao relatório parcial da Kroll. Deverá referir que a selecção dos bancos e contratação das empresas fornecedoras dos barcos e outros serviços não respeitou as normas de procurement vigentes, que actos e contratos foram executados sem a fiscalização prévia e obrigatória do Tribunal Administrativo, que pagamentos indevidos aconteceram, que foram apuradas divergências nos preços dos equipamentos e serviços adquiridos, que as três empresas estão inoperantes e assim deverão continuar, e ainda que parte do dinheiro não foi possível apurar como foi gasto. Mesmo na posse da Auditoria Forense a PGR dirá que continua sem acusar formalmente a ninguém, nem mesmo os funcionários do Estado que todos sabemos assinaram as Garantias Soberanas e os contratos dos empréstimos, e irá dizer aos representantes do povo que apenas apurou factos que indiciam a prática de actos susceptíveis de consubstanciar infracções financeiras e por isso denunciou esses agentes do Estado ao Tribunal Administrativo. Relatório integral da Auditoria da Kroll vai continuar no segredo da justiça Paradoxalmente, e embora Beatriz Buchili reconheça que a emissão das Garantias Soberanas sem a devida autorização da Assembleia da República constitui uma violação da alínea p) do número 2, do artigo 179, da Constituição da República, não afirmará na VII Sessão Ordinária da VIII Legislatura da AR que as dívidas da Proindicus, EMATUM e MAM são ilegais. A Procuradora Geral da República irá justificar a não publicação na íntegra do relatório da Auditoria que a Kroll realizou pelo risco de violação do segredo da justiça e presunção de inocência e deverá afirmar que a instrução preparatória, cujos prazos há muito foram ultrapassados, prossegue para o esclarecimento e responsabilização dos factos de natureza criminal. Continuando a ignorar que os mandantes, os arquitectos e os executantes das dívidas ilegais continuam em Moçambique, um deles até sentado no Parlamento como se tivesse dignidade para representar o povo, Beatriz Buchili irá discorrer sobre uma aguardada colaboração com as autoridades judiciárias estrangeiras. No entanto importa recordar que mesmo sem a Auditoria Forense ou sem o relatório da Comissão Parlamentar às Dívidas a PGR, através de uma análise aos documentos na posse das empresas, poderia ter chegados às mesmas constatações que hoje tem. A demora do esclarecimento destas dívidas, que foram descobertas em 2016, só beneficia aos infractores que continuam no Poder e está “a sacrificar a um povo”, como reconheceu o Presidente Filipe Nyusi.

Chuvas fracas no Norte nesta 5ª feira de 35º em Tete e 34º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta quinta-feira (19) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado localmente muito nublado. Aguaceiros com trovoadas ou chuvas fracas loc
@Verdade - Últimas

Chuvas fracas no Norte nesta 5ª feira de 35º em Tete e 34º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta quinta-feira (19) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado localmente muito nublado. Aguaceiros com trovoadas ou chuvas fracas localmente moderadas ao longo da faixa costeira e extremo norte de Cabo Delgado e Niassa. Possibilidade de neblinas ou nevoeiros matinais. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu pouco nublado, localmente nublado. Possibilidade de ocorrência de chuvas fracas ou chuviscos locais e possibilidade de neblinas ou nevoeiros. Vento de sueste a nordeste fraco a moderado. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo céu limpo temporariamente nublado. Possibilidade de ocorrência de chuviscos ao longo da faixa costeira de Maputo e Gaza. Possibilidade de neblinas ou nevoeiros matinais. Vento de nordeste a noroeste fraco a moderado, rodando para sueste ao entardecer, soprando com rajadas em Maputo e Sul de Gaza. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 34 25 Xai-Xai 32 20 Inhambane 33 21 Vilankulo 30 19 Beira 30 22 Chimoio 28 13 Tete 35 21 Quelimane 32 22 Nampula 29 21 Pemba 31 23 Lichinga 25 16

Dólares falsos levam tio e sobrinho às celas na Matola

Dois indivíduos, por sinal tio e sobrinho, encontram-se a contas com as autoridades policiais, desde a semana finda, no município da Matola, acusados de envolvimento na falsificação da moeda estrangeiro. Em sua posse foram encontrados e confiscados mil d
@Verdade - Últimas

Dólares falsos levam tio e sobrinho às celas na Matola

Dois indivíduos, por sinal tio e sobrinho, encontram-se a contas com as autoridades policiais, desde a semana finda, no município da Matola, acusados de envolvimento na falsificação da moeda estrangeiro. Em sua posse foram encontrados e confiscados mil dólares, que os indiciados alegam pertencerem a um cidadão nigeriano cujo paradeiro é desconhecido. Os visados foram encarcerados na 9a. esquadra da Polícia da República de Moçambique (PRM) no bairro de Tsalala. E. Brites, tio do cidadão com o qual está encarcerado, contou que compra roupa da África do Sul para revender e foi nessas circunstâncias que um nigeriano disse que tinha em dólares para lhe entregar no sentido de converter em metical. Em contrapartida teria uma comissão de quinhentos meticais. Ele não explicou claramente por que razão se meteu nesse assunto mas disse que, após receber o valor para a operação combinada, de repente, apercebeu-se da presença de agentes da Polícia na casa Polícia e foi recolhidos aos calabouços. Questionado se conhecia o dono do dinheiro, o cidadão afirmou que sim e sabia em que local vendia, na cidade de Maputo. Entretanto, Eugénio mostrou-se agastado com o facto de a corporação não ter se dignado a ir atrás do referido nigeriano, conforme a promessa aquando da sua prisão, para que o caso fosse esclarecido. J. Salomão disse que está implicado na falsificação da moeda estrangeira por ter se prontificado a ajudar o seu tio que pretendia trocar dólares, sem saber que eram falsos. O jovem declarou ainda que antes da sua prisão trocou 300 dólares em duas ocasiões diferentes, na mesma pessoa que a terceira vez chamou a Polícia. Segundo ele, se tivesse conhecimento de que o referido dinheiro era falso não teria retornado ao local para cambiar.

Avaria na HCB deixou mais de metade de Moçambique às escuras; Hidroeléctrica de Cahora Bassa ...

Uma avaria não especificada na Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) deixou sete províncias do Centro e Norte de Moçambique sem energia eléctrica desde o início da noite desta terça-feira (17) e causou restrições no fornecimento à Africa do Sul e ao
@Verdade - Últimas

Avaria na HCB deixou mais de metade de Moçambique às escuras; Hidroeléctrica de Cahora Bassa ...

Uma avaria não especificada na Hidroeléctrica de Cahora Bassa (HCB) deixou sete províncias do Centro e Norte de Moçambique sem energia eléctrica desde o início da noite desta terça-feira (17) e causou restrições no fornecimento à Africa do Sul e ao Zimbabwe. Esta situação acontece numa altura em que a HCB prepara-se para cotar-se Bolsa de Valores e o @Verdade descobriu a hidroeléctrica oculta muita informação sobre as suas contas reais. Cerca das 17 horas desta terça-feira (17) as províncias de Sofala, Manica, Tete, Zambézia, Nampula, Cabo Delgado e Niassa sofreram um corte de energia eléctrica. Habituados aos cortes sistemáticos os poucos moçambicanos bafejados pela distribuição da Electricidade de Moçambique (EDM) acreditavam tratar-se apenas mais um! No entanto um comunicado da EDM informando que o corte deveu-se a “um disparo registado na central da HCB no Songo” veio criar reavivar temores de um apagão como aconteceu em 2015. O porta-voz da Electricidade de Moçambique, Luís Amado, disse à Rádio Moçambique que embora existam alguns centrais eléctricas na Região Centro e Norte por enquanto a alternativa é a própria HCB. Até as 23 horas a Hidroeléctrica de Cahora Bassa não tinha tornado pública nenhuma informação sobre esta avaria. Tentativas de contactar a assessoria de imprensa foram infrutíferas. A avaria está a condicionar a venda de energia para a África do Sul, principal cliente da HCB e que fica com mais de 60 por cento de toda energia que a hidroeléctrica produz, assim como ao Zimbabwe, que compra cerca de cinco por cento da energia de Cahora Bassa. Esta avaria acontece numa altura que a Hidroeléctrica de Cahora Bassa prepara-se para dispersar 7,5 por cento das suas acções através da Bolsa de Valores de Moçambique e o @Verdade descobriu que a empresa não tem divulgado todas as suas contas nos Relatórios anuais que publica. Analisando as contas disponíveis dos últimos três exercícios fiscais não foi possível apurar os montantes arrecadados pela HCB com a venda de energia à ESKOM, eléctrica sul-africana, à ZESA, eléctrica zimbabweana, ou mesmo à EDM. Pedidos formais do @Verdade, ao abrigo da Lei do Direito à Informação, secundados por solicitações pessoais ao Presidente do Conselho de Administração, não foram esclarecedores. A Hidroeléctrica de Cahora Bassa, que se vangloria de uma alegada amortização total e antecipada do empréstimo contraído para o financiamento da sua reversão do Estado português para o Estado moçambicano, também não apresenta nas suas contas o detalhe sobre a sua situação real de endividamento junto à banca nacional e estrangeira.

Niassa recenseou menos de 30% de eleitores e Nampula, Manica, Maputo e sua metrópole abaixo de ...

O recenseamento eleitoral, que decorre desde 19 de Março passado, termina a 17 de Maio próximo. Porém, as províncias do Niassa, Nampula, Zambézia, Manica e Maputo, incluindo a capital do país, ainda estão longe de cumprir as metas de inscrição estabe
@Verdade - Últimas

Niassa recenseou menos de 30% de eleitores e Nampula, Manica, Maputo e sua metrópole abaixo de ...

O recenseamento eleitoral, que decorre desde 19 de Março passado, termina a 17 de Maio próximo. Porém, as províncias do Niassa, Nampula, Zambézia, Manica e Maputo, incluindo a capital do país, ainda estão longe de cumprir as metas de inscrição estabelecidas, ao contrário de Cabo Delgado, Tete, Sofala, Inhambane e Gaza que apresentam boas perspectivas, tendo algumas já ultrapassado 50%. O Secretariado Técnico de Administração Eleitoral (STAE), que antes veiculava que espera recensear oito milhões e quinhentos mil potenciais eleitores (8.500.000) para quintas eleições autárquicas, a realizarem-se no dia 10 de Outubro próximo, agora fala de uma meta de 8.063.982. Destes, já foram registados 3.113.150 (38.61%), até o último domingo (16). Mas aquele órgão não explica por que motivos já não se refere à anterior previsão de 8.500.000 eleitores. No Niassa, que tem cinco autarquias, a inscrição é considerada “muito baixa”, apenas 157.026 (27,63%) munícipes inscritos, dos 568.293 previstos. Aliás, até a província de Nampula, um dos maiores círculos eleitorais de Moçambique, com sete municípios, de 1.206.596 potenciais eleitores antevistos, só recenseou 436.222 (36,15%). Um dos municípios deste ponto que constitui a terceira cidade mais importante do país realizou eleição intercalar, a qual terminou depois de duas voltas e o vencedor foi o candidato da Renamo, Paulo Vahanle, 58,60% de votos, contra 41,40% de votos do candidato da Frelimo, Amisse Cololo. Na primeira volta, dos 296.500 eleitores inscritos (100%), apenas 73.852 votaram (24,90%), o que significa que 222.738 (75,10%) não se fizeram às urnas por razões não apuradas. Na segunda volta, a abstenção reduziu timidamente. Do mesmo número de eleitores, 67% não foram votar. Zambézia, outro maior círculo eleitoral do país, registou somente 455.096 (36,63%) cidadãos, dos 1.242.320 previstos. A província de Sofala – palco do cessado confronto político militar – em termos do alcance da meta superou os dois territórios acima indicados, ao recensear 289.054 munícipes (43,58%), dos 663.290 projectados. Há cinco autarquias naquele ponto. Para Tete, os órgãos que gerem os processos eleitorais no país esperam registar 589.795 cidadãos, dos quais 253.463 (42,97%) já foram abrangidos. As províncias de Cabo Delgado, Inhambane e Gaza recensearam 55,13%, 51,21% e 47,16% munícipes, respectivamente, um desempenho considerado bastante satisfatório. Manica, com 35,63%, província de Maputo, com 32,04%, e cidade de Maputo, com 36,15%, apresentam baixo desempenho. Cláudio Langa, porta-voz do STAE, disse que não sebe o que é que está na origem dos baixos níveis de inscrição nas províncias em alusão, mas o passo a seguir é intensificar a campanha de educação cívica, principalmente no Niassa. Ele apelou igualmente aos partidos políticos para que fiscalizem o processo de recenseamento eleitoral.

Presidente de Moçambique atira culpa pelas dívidas ilegais ao Credit Suisse e o Vnesh Torg Bank

Filipe Nyusi esqueceu de levar na sua viagem à capital do Reino Unido a sua retórica que de Moçambique pode “viver com os recursos de que dispõe internamente” ou o argumento do seu antecessor de as dívidas da Proindicus, EMATUM e MAM foram “medida
@Verdade - Últimas

Presidente de Moçambique atira culpa pelas dívidas ilegais ao Credit Suisse e o Vnesh Torg Bank

Filipe Nyusi esqueceu de levar na sua viagem à capital do Reino Unido a sua retórica que de Moçambique pode “viver com os recursos de que dispõe internamente” ou o argumento do seu antecessor de as dívidas da Proindicus, EMATUM e MAM foram “medidas de natureza estratégico-militar” para defender a soberania das águas nacionais. “Moçambique levou o dinheiro aonde? Levou dinheiro de algum lado. Então esse lado não tinha a sensibilidade que esse dinheiro é muito, demais, que estamos a dar a um pobre, e que não há regras”, reagiu o Presidente a questões de jornalistas estrangeiros, atirando as culpas das dívidas ilegais para o Credit Suisse e o Vnesh Torg Bank e ignorando que o Governo de que fazia parte é que violou, antes dos bancos, a Constituição da República. O Presidente Nyusi, que em Moçambique não se digna a falar com jornalistas, foi nesta terça-feira (17) emboscado por um batalhão de profissionais da comunicação social em Londres, após realizar uma apresentação sobre a Paz e Democracia na Chatham House, sobre as dívidas contraídas com Garantias Soberanas emitidas sem a aprovação da Assembleia da República. Sem a retórica que prega aos moçambicanos, de que “(...)o momento de dificuldades que vivemos no relacionamento com os nossos parceiros de cooperação é instrutivo no sentido de tornar cada vez mais urgente a necessidade do nosso País viver com os recursos de que dispõe internamente e produzir suficiente riqueza para financiar o seu próprio orçamento e desenvolvimento”, o Chefe de Estado começou por explicar que “(...) aos credores temos dito que não é um problema de nós recusarmos que asseguramos como Governo, como Estado, são dívidas que assumimos. Um Estado não é a cada ciclo vem muda, diz não, não, depois deixamos de ficar um país sério”. Deixando de lado o argumento do ex-Presidente Armando Guebuza, que à Comissão Parlamentar de Inquérito disse que as dívidas da Proindicus, EMATUM e MAM foram “medidas de natureza estratégico-militar” para defender a soberania das águas nacionais e que “nós faríamos justamente da mesma maneira hoje, em defesa da Pátria Amada e do maravilhoso povo moçambicano”, Filipe Nyusi atirou as culpas para os bancos Credit Suisse e o Vnesh Torg Bank. “Cheguei a uma fase em que nem sequer tínhamos medicamentos para os doentes” “Naturalmente que esse processo é complexo, porque não pode ser só Moçambique a ser visto como o único. Moçambique levou o dinheiro aonde? Levou dinheiro de algum lado. Então esse lado não tinha a sensibilidade que esse dinheiro é muito, demais, que estamos a dar a um pobre, e que não há regras etc, essa responsabilidade tem que ser partilhada”, afirmou o Presidente Nyusi a jornalistas sem mencionar que o Governo onde foi ministro da Defesa violou a alínea p) do número 2, do artigo 179, da Constituição da República e as leis orçamentais de 2013 e 2014. Visivelmente acossado o Chefe de Estado declarou que a suspensão do apoio financeiro do Fundo Monetário Internacional e dos Parceiros de Cooperação está “agora a sacrificar a um povo”. “Cheguei a uma fase em que nem sequer tínhamos medicamentos para os doentes do HIV/Sida e da tuberculose porque os investimentos estão bloqueados. É momento já de a comunidade internacional ver a coisa como o prejuízo a um povo, ao cidadão, porque podemos inclusive o desenvolvimento de um país, ou a então a vida de uma população por causa de uma coisa esclarecida”, apelou o estadista moçambicano. Esclarecimento das “lacunas” apontadas pelo FMI não deverá acontecer antes das Eleições Gerais de 2019 O Presidente Nyusi tentou passar a ideia de que Moçambique “não é o único país que tem problemas como esse no mundo, aliás não queremos dizer que as coisas deviam acontecer em Moçambique como cópia de outros país que fazem más coisas não, não é isso que estou a dizer. Mas há países que tiveram coisas muito altas, etc, agora para não se misturar como uma coisa de interesse político acho que devíamos ver exactamente o que tem que ser feito, em que fase, etc, etc”. Ainda procurando esclareceu aos jornalistas estrangeiros o Chefe de Estado moçambicano faltou a verdade quando disse que o seu Governo colaborou com a Auditoria realizada pela Kroll e que está a cooperar com órgãos de Justiça. Nyusi concluiu a sua intervenção num tom mais desafiador: “ (...) a vida continua e prevalece e nós não vamos atirar a corda no pescoço porque as coisas aconteceram. É encarar um processo normal e trabalhar para que isso se resolva”, deixando no ar que o esclarecimento das “lacunas” apontadas pelo FMI não deverá acontecer antes das Eleições Gerais de 2019.

Barbara Bush, ex-primeira-dama e mãe de um Presidente dos EUA, morre aos 92 anos

Barbara Bush, a única mulher a ver marido e filho empossados como Presidente dos EUA, morreu nesta terça-feira, aos 92 anos, informou a família. Barbara era mulher do 41º Presidente norte-americano, George H.W. Bush, e mãe do ex-Presidente George W. B
@Verdade - Últimas

Barbara Bush, ex-primeira-dama e mãe de um Presidente dos EUA, morre aos 92 anos

Barbara Bush, a única mulher a ver marido e filho empossados como Presidente dos EUA, morreu nesta terça-feira, aos 92 anos, informou a família. Barbara era mulher do 41º Presidente norte-americano, George H.W. Bush, e mãe do ex-Presidente George W. Bush, de 71 anos, presidente de número 43. A família Bush anunciou em comunicado em 15 de Abril que ela estava com problemas de saúde, decidiu não procurar mais tratamento médico e, em vez disso, se concentraria em “cuidados de conforto”. Barbara Bush lutou contra doenças pulmonares obstrutivas crónicas e problemas cardíacos nos últimos anos. Barbara Bush foi apelidada de “A raposa prateada” pelo seu marido e filhos. A antiga primeira-dama era conhecida pelo seu cabelo branco como a neve e por ser ferozmente protectora da sua família.

Tempo chuvoso vai continuar no Norte esta 4ª feira; 32º em Maputo e Tete

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta quarta-feira (18) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado localmente muito nublado. Aguaceiros com trovoadas ou chuvas fracas loc
@Verdade - Últimas

Tempo chuvoso vai continuar no Norte esta 4ª feira; 32º em Maputo e Tete

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta quarta-feira (18) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado localmente muito nublado. Aguaceiros com trovoadas ou chuvas fracas localmente moderadas ao longo da faixa costeira e extremo norte de Cabo Delgado e Niassa. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu pouco nublado, localmente nublado. Possibilidade de ocorrência de chuvas fracas ao longo da faixa costeira. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo céu geralmente pouco nublado. Vento de sueste a nordeste fraco a moderado. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 32 18 Xai-Xai 30 17 Inhambane 30 22 Vilankulo 30 18 Beira 29 21 Chimoio 26 15 Tete 32 23 Quelimane 30 22 Nampula 27 21 Pemba 30 23 Lichinga 25 14

Conflito em prisão nos EUA deixa 7 detidos mortos e 17 feridos

Sete detidos morreram e 17 ficaram feridos durante incidente que envolveu diversos confrontos entre presidiários numa prisão no Estado norte-americano da Carolina do Sul, informou o Departamento Penitenciário do Estado. A Instituição Penitenciária Le
@Verdade - Últimas

Conflito em prisão nos EUA deixa 7 detidos mortos e 17 feridos

Sete detidos morreram e 17 ficaram feridos durante incidente que envolveu diversos confrontos entre presidiários numa prisão no Estado norte-americano da Carolina do Sul, informou o Departamento Penitenciário do Estado. A Instituição Penitenciária Lee, em Bishopville, na Carolina do Sul, localizada cerca de 64 km a nordeste da capital do Estado, Columbia, foi controlada às 2h55 (horário local), horas depois do incidente, que começou às 19h15 de domingo, segundo o departamento. O incidente ocorreu em três unidades de habitação da penitenciária e todos os funcionários e agentes de segurança estão seguros e contabilizados, informou o departamento no Twitter.

Poetisa somali é presa por falar contra independência em região separatista

Um tribunal da região separatista somali de Somalilândia (norte) condenou a três anos de prisão a poetisa Naema Ahmed Ibrahim por ter se manifestado contra a independência, informou nesta segunda-feira a imprensa local. O tribunal a acusou de «i
@Verdade - Últimas

Poetisa somali é presa por falar contra independência em região separatista

Um tribunal da região separatista somali de Somalilândia (norte) condenou a três anos de prisão a poetisa Naema Ahmed Ibrahim por ter se manifestado contra a independência, informou nesta segunda-feira a imprensa local. O tribunal a acusou de «insultar e difamar o Estado, por ter tornado públicas opiniões contra a secessão da República de Somalilândia e por chamar de região esta área que declarou sua independência em 1991», embora não conte com nenhum reconhecimento internacional. Além da acusação de «desprezar a nação e o Estado» pela qual foi condenada, a Promotoria também a tinha acusado de «atividade antinacional de um cidadão no exterior», embora o tribunal finalmente a tenha perdoado desse suposto crime. A poetisa foi detida no dia 27 de Janeiro no aeroporto de Hargeisa, capital de Somalilândia, quando ia viajar para a capital da Somália, Mogadíscio. O diretor do Centro pelos Direitos Humanos de Somalilândia (HRC), Guleid Ahmed Jama, publicou um comunicado após a condenação no qual explica: «Estamos muito preocupados com o encarceramento e a sentença de Naema. A liberdade de expressão é consagrada e protegida pela Constituição de Somalilândia». «Reivindicamos ao Governo de Somalilândia que respeite sua própria Constituição. Também estamos muito preocupados com as denúncias de maus-tratos a Naema feitas pelos seus advogados», acrescentou Guleid.

Vídeo árbitro marca penalti após jogadores deixarem campo no intervalo na Alemanha

Os jogadores do Mainz 05 e do Freiburg receberam ordens para voltar ao campo após terem seguido para os balneários no intervalo porque o vídeo árbitro (VAR)  marcou um penalti por um toque de mão numa partida do Campeonato Alemão de futebol nesta segun
@Verdade - Últimas

Vídeo árbitro marca penalti após jogadores deixarem campo no intervalo na Alemanha

Os jogadores do Mainz 05 e do Freiburg receberam ordens para voltar ao campo após terem seguido para os balneários no intervalo porque o vídeo árbitro (VAR)  marcou um penalti por um toque de mão numa partida do Campeonato Alemão de futebol nesta segunda-feira. O árbitro Guido Winkmann, que também seguia para o túnel antes do VAR intervir, ordenou que jogadores voltassem para que Pablo De Blasis, do Mainz, pudesse bater e marcar a grande penalidade. O penalti foi marcado por um toque de mão de Marc-Oliver Kempf que o árbitro de vídeo notou após a apito sinalizando o fim do primeiro tempo. O técnico do Freiburg, Christian Streich, que foi recentemente expulso por reclamação numa partida da Bundesliga, estava na lateral do campo sorrindo e balançando a cabeça, sem acreditar após ser informado para levar os seus jogadores de volta ao campo. Kempf, que cometeu a grande penalidade, foi substituído no intervalo. Houve um atraso de mais 10 minutos antes do começo do segundo tempo, com adeptos a atirarem centenas de rolos de papel higiénico para o relvado, em protesto contra partidas nas noites de segunda-feira. Muitos adeptos alemães se opuseram à introdução de partidas na segunda-feira, dizendo que devem ser jogadas nos fins de semana, quando muitos fãns podem comparecer. Protestos aconteceram durante a maioria dos jogos desta segunda-feira. De Blasis acrescentou um segundo golo para a equipa da casa no final do jogo, após um erro do guarda-redes do Freiburg, Alexander Schwolow. O Mainz subiu para 15º por saldo de golos, acima do Freiburg, que caiu para 16º. A tecnologia do vídeo árbitro tem sido usada na Bundesliga esta temporada, mas com diversas controvérsias.

Homem mata e fere com recurso à arma de fogo e foge em Inhambane

Um indivíduo a monte baleou mortalmente um cidadão cuja identidade não foi fornecida pela Polícia e causou ferimentos num outro, no último fim-de-semana, na cidade de Inhambane, província com o mesmo nome. Segundo apurou o @Verdade, o crime deu-se po
@Verdade - Últimas

Homem mata e fere com recurso à arma de fogo e foge em Inhambane

Um indivíduo a monte baleou mortalmente um cidadão cuja identidade não foi fornecida pela Polícia e causou ferimentos num outro, no último fim-de-semana, na cidade de Inhambane, província com o mesmo nome. Segundo apurou o @Verdade, o crime deu-se por voltas das 23h00 num bar, no bairro Muelé III. Trata-se de uma das zonas daquela urbe que há poucos anos apresentavam problemas de falta de electricidade, água e outras infra-estrutura básica. Os moradores queixam-se do recrudescimento da criminalidade perpetrada por pessoas que actuam com recurso a instrumentos contundentes e armas brancas. “O homem armado estava a discutir com um cidadão e, de repente, atirou nele. O cidadão morreu no local mas não percebemos por que motivo. O que deu para perceber é que os dois falavam sobre uma mulher que é esposa da vítima”, disse uma fonte ao nosso jornal. Segundo o nosso interlocutor, antes de o finado e o ofensor discutirem, este último manteve uma conversa a cidadã em alusão, durante minutos a fio. O outro cidadão tentou intervir quando o suposto bandido protagonizou disparos mas foi agredido fisicamente com recurso à mesma arma de fogo e contraiu uma lesão grave. Até ao fecho desta edição, ele está sob cuidados no Hospital Provincial de Inhambane (HPI). A situação gerou pandemónio e, acto contínuo, o presumível malfeitor recolheu os telemóveis e o dinheiro das pessoas presentes no bar e fugiu. A Polícia da República de Moçambique (PRM) na cidade de Inhambane disse que se trata de um caso com motivações passionais. Pelas informações fornecidas pelas pessoas que se encontravam no local dos factos o indivíduo em questão é conhecido na zona e já se está no seu encalço.

Traficante chinês detido em Maputo com pontas de rinoceronte

As autoridades moçambicanas detiveram no passado domingo (15) um cidadão de nacionalidade chinesa na posse de cerca de 4,2 quilogramas de partes de pontas de rinoceronte quando tentavam embarcar no Aeroporto Internacional de Mavalane, na cidade de Maputo, c
@Verdade - Últimas

Traficante chinês detido em Maputo com pontas de rinoceronte

As autoridades moçambicanas detiveram no passado domingo (15) um cidadão de nacionalidade chinesa na posse de cerca de 4,2 quilogramas de partes de pontas de rinoceronte quando tentavam embarcar no Aeroporto Internacional de Mavalane, na cidade de Maputo, com destino a cidade chinesa de Hong Kong. “O cidadão na posse desta mercadoria, supostamente adquirida no território nacional, foi interpelado, preste a embarcar no voo do Qatar Airways, com destino a cidade chinesa de Hong Kong” indica um comunicado da Autoridade Tributária de Moçambique que precisa que a apreensão foi possível graças ao trabalho conjunto da instituição, Policia da República de Moçambique e outras forças de Segurança. Há muito tempo que as autoridades no Aeroporto Internacional de Mavalane não faziam uma detenção do género e mantinham a fama do Terminal ser um dos “hubs” do tráfico dos troféus da caça ilegal do rinoceronte. Um relatório da Agência de Investigação Ambiental(acrónimo em inglês EIA) indica entre 2010 e 2016 foram traficados por Moçambique, particularmente através do Aeroporto Internacional de Mavalane, cerca de 800 quilos de cornos de rinocerontes, com valor de mercado a rondar os 80 milhões de dólares norte-americanos. Nos primeiros três meses de 2017 o @Verdade apurou que mais de 100 quilogramas de cornos de rinoceronte passaram sem ser detectados pelas autoridades no Aeroporto Internacional de Mavalane. É notável que numa semana a Autoridade Tributária de Moçambique em Maputo tenha apreendido, além destes cornos de rinocerontes, 867 pontas de Marfim pesando mais de 3,5 toneladas.

Agente de trânsito acamada no HCM em consequência do atropelamento por um condutor cujo ...

Apesar dos apelos à observância das regras de trânsito e endurecimento das medidas punitivas aos prevaricadores por parte das autoridades policiais, condutores há que, deliberadamente, infringem o Código da Estrada [aprovado pelo Decreto-Lei nº. 1/2011
@Verdade - Últimas

Agente de trânsito acamada no HCM em consequência do atropelamento por um condutor cujo ...

Apesar dos apelos à observância das regras de trânsito e endurecimento das medidas punitivas aos prevaricadores por parte das autoridades policiais, condutores há que, deliberadamente, infringem o Código da Estrada [aprovado pelo Decreto-Lei nº. 1/2011] nas barbas da Polícia de Trânsito (PT) e ainda atentam contra a sua vida e colocam-se em fuga sem deixar rastos. Elisa Elias, de 30 anos de idade, membro da Polícia da República de Moçambique (PRM), foi vítima de uma situação similar e há duas semanas que luta pela saúde na cama 46 dos Serviços de Ortopedia do Hospital Central de Maputo (HCM). A jovem, residente na Matola Gare, no posto administrativo da Machava, no município da Matola, província de Maputo, está afecta ao Comando da PRM desta parcela do país. Segundo contou a jornalistas, no dia 02 de Abril em curso, ela encontrava-se em faina na localidade de Michafutene, à entrada do cemitério com o mesmo nome, para onde a sua brigada tinha sido escalada para controlar a velocidade. Nesse dia, o seu chefe, que estava no controlo do radar, “indicou-me uma viatura que tinha excedido a velocidade, atravessei a estrada para mandar parar”, mas o carro em alusão circulava pela faixa central, o que dificultava o trabalho da agente porque na faixa lateral havia outras viaturas em movimento. Todavia, o condutor visado abrandou a marcha, respeitando a ordem da policial, mas um outro automobilista que estava atrás daquele fez uma ultrapassagem pela esquerda. “Não tive como correr, ele atropelou-me e sofri a perna”. O infractor colocou-se ao fresco sem deixar rastos. De acordo com os artigos 153 e 154 do Código da Estrada, o automobilista que não parar depois de causar acidente ou abandonar as vítimas feridas ou, na pior das hipóteses, mortas incorre em pena de prisão que varia de um a oito anos. Elisa Elias, com a patente de segundo cabo, considerou a atitude do condutor em apreço negativa. “O facto de não ter parado chocou-me muito”. O @Verdade perguntou à paciente como tem sido o dia-a-dia entre a PT e os automobilistas. A respondeu foi de que o que se vive na estrada “é complicado”. Para além de total desrespeito às autoridades da lei e ordem, o trabalho destas não é compreendido. Questionada se tinha ou não dependentes, Elisa não conteve a emoção ao lembrar dos dois filhos menores de idade que ficaram sob responsabilidade do marido e começou a lacrimejar. Para o presidente do Conselho de Direcção da Associação Moçambicana para as Vítimas de Insegurança Rodoviária (AMVIRO), Alexandre Nhampossa, o que fez com que aquela agente da PT ficasse acamada não é só de todo em todo condenável, mas também “revela uma deterioração do nosso comportamento como cidadãos, sobretudo como condutores”. Segundo ele, o que aconteceu à cidadão não é um caso isolado de total desobediência ao Código de Estrada e dos agentes de fiscalização rodoviária. Nhampossa referiu, por exemplo, ao membro da PT que perdeu a vida e outro ficou ferido, na manhã de 28 de Agosto de 2017 em resultado de um acidente de viação causado por um automobilista que supostamente desrespeitou as regras de condução nas barbas das vítimas que se encontravam a regular o trânsito. Outro episódio, rotulado como má condução, ocorreu a 25 de Março passado, no bairro Luís Cabral, na cidade de Maputo, onde 26 cidadãos pereceram e mais de duas dezenas contraíram lesões graves e ligeiras. Todos esses casos “poderiam ter sido evitadas” se houvesse um pouco de prudência por parte dos automobilistas, disse o presidente do AMVIRO, para quem a sociedade deve se levantar contra a anarquia que reina na via pública para que não seja prática rotineira (...). Por sua vez, a Associação Moçambicana de Motoristas de (AMMO) alinhou no mesmo diapasão, afirmando que cometer um acidente de viação e, em seguida, colocar-se em fuga é agravar o crime. Um automobilista que envereda por essa prática “pode não ser localizado hoje”, mas também não estará em fuga para toda a eternidade. António Ferro, presidente daquela agremiação, contou que o seu organismo não tem representatividade em Cabo Delgado e no Niassa e deplorou o facto de determinados empresas proibirem os seus motoristas de se inscrever na AMMO. Estão inscritos penas 6.720 condutores, dos quais pouco mais 1.700 na capital do país e na cidade da Matola. A fonte considerou este número de membros bastante ínfimo (...).

MDM mexe no seu organograma, afasta Luís Boavida do secretariado geral e Venâncio Mondlane da ...

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) mexeu na sua estrutura hierárquica, durante a II Sessão Ordinária do Conselho Nacional, realizado no último fim-de-semana (Sábado e Domingo), na cidade da Beira, província de Sofala. Luís Boavida já não
@Verdade - Últimas

MDM mexe no seu organograma, afasta Luís Boavida do secretariado geral e Venâncio Mondlane da ...

O Movimento Democrático de Moçambique (MDM) mexeu na sua estrutura hierárquica, durante a II Sessão Ordinária do Conselho Nacional, realizado no último fim-de-semana (Sábado e Domingo), na cidade da Beira, província de Sofala. Luís Boavida já não é secretário-geral e em sua substituição o presidente do partido, Daviz Simango, escolheu, a dedo, José Domingos Manuel. O deputado Venâncio Mondlane é um dos quatro membros que não conseguiram permanecer na Comissão Política Nacional. À data da sua indicação, José Manuel – igualmente tratado pelo cognome de Mabatche pelos seus correligionários e pessoas mais próximas – ocupava o cargo de vereador de Higiene e Salubridade no Conselho Municipal da Beira. Geraldo Carvalho encontra-se sem pasta e não lhe foi confiado outra função de chefia, em consequência de o Departamento de Mobilização e Propaganda ter sido entregue a Juma Rafim, da província de Cabo Delgado. Dos 11 membros que compõem a Comissão Nacional, apenas quatro renovaram os mandatos e sete são nova caras. Entraram, por exemplo, para um dos núcleos “duros” do partido, o antigo secretário-geral, Luís Boavida, e Carlos Saide. Este foi derrotado na eleição intercalar de Nampula, por Paulo Vahanle. Venâncio Mondlane, deputado do MDM na Assembleia da República (AR), também está fora da Comissão Política Nacional, volvidos quase 21 meses a sua eleição. O parlamentar tinha passado a fazer parte da Comissão Política em Julho de 2016, no decurso do IV Conselho Nacional do partido, decorrido na cidade de Chimoio, em Manica. Na altura entraram igualmente Mahamudo Amurrane, assassinado a tiros em pleno dia da paz, no ano passado, Lourenço Impissa e Judite Sitoe. Esta última foi também afastada e Impissa mantido. Dirigindo-se aos novos quadros, Daviz Simango disse que eles consentiram continuar a caminhada com curvas e contra-curvas, iniciada pelos membros cessantes. Contudo, “uns cairão por fadiga” mas a construção do compromisso do partido deverá continuar a ser feita (…). “Temos que assegurar o reforço de estruturas de partido, de modo que estas possam ser alavanca das acções e políticas do MDM, galvanizando cada espaço do território moçambicano”, afirmou o presidente daquela formação política, apelando a um maior “recrutamento e treinamento de pessoas (…)” para militância no partido. “Temos que colocar a disciplina partidária à frente, e nos empenhemos na consolidação base da administração do Partido”, idem. Na abertura do evento, no sábado (14), Daviz disse que um partido político que deseja governar deve ser exemplo no cumprimento da lei e no combate a privilégios. Por sua vez, o novo secretário-geral, José Manuel, comentou que o MDM está num momento de pleitos eleitorais, por isso, “(...) vamos trabalhar no sentido de conseguirmos maior número de municípios e, quiçá, a governação nacional no próximo ano”. Luís Boavida, secretário cessante, supostamente após rogar ao partido ser substituído por razões de fadiga, considerou que a sua formação política tem muitos quadros e sendo um “partido grande, justifica-se que o secretariado” tenha novas pessoas. Eis a lista dos escolhidos para o Conselho Política Nacional do MDM: SECRETARIO GERAL - José Domingos Manuel   MEMBROS DA COMISSÃO NACIONAL 1. Alcinda da Conceição 2. Luís Boavida Mudivela 3. Alberto Nota Alfredo 4. Lourenço da Silva Felizardo Impissa 5. Albano Carige António 6. Catarina Albertina Ratipo 7. Carlos Saide 8. Maria Virgínia Fernando 9. Raimundo Pitágoras Lauma 10. Elias Valente Langa 11. Celestino Bento   MEMBROS DA COMISSÃO NACIONAL DE JURISDIÇÃO 1. Francisco Eliseu de Sousa – Presidente 2. José Siniquinha – Vice - Presidente 3. Alexandre Baltazar 4. José Armando Chitula 5. Kantedza António Mthini 6. Francisco Majoi 7. Albertino Miguel 8. Justino José Filipe 9. Rogério José 10. Khamwana Colher 11. Albino Mapanga 12. Manuel Malando Gulube   SUPLENTES 1. António Jorge Frangules 2. Gabriel Salato Júnior 3. Carlos Patrício 4. Manuel Joaquim   MEMBROS DO SECRETARIADO GERAL 1. Departamento de Mobilização e Propaganda ?- Juma Rafim 2. Departamento de Organização e Informação ?- Sande Castigo Carmona 3. Departamento de Administração e Finanças -? Nilton Manuel de Barros Soares 4. Departamento de Formação e Projectos -? Atija José António Pililão 5. Departamento de Assuntos Sociais, Culturais e Religiosos - Maiba Wache 6. Departamento de Governação Local -vElias Gilberto Impuiri 7. Departamento de Relações Externas - Linette Eunice Djinira Gonoury Olofsson   ASSESSORES 1. Eduardo Augusto Elias 2. Agostinho Ussore 3. José Lobo 4. Joaquim Maloa 5. Vitória Amosse Machava 6. Armando Mucuate. 7. Marrengula. 8. Sadaqui. 9. Mucussete. 10. Latifa Amade.   CONSELHEIROS 1. Adriano Machute 2. Alberto Gimo 3. Ernesto António da Silva 4. Jaime Domingos 5. Francisco dos Santos Soares 6. Fernando Mucume 7. Salomão Abilio Simango 8. Alberto Saúde 9. Mário Cuvaca 10. Alberto Mauane Machava

Depois “do Homem Novo” o Governo vai rever o Sistema de Educação em Moçambique para ...

Depois da “criação do Homem Novo, construtor da Pátria Socialista” o Governo do partido Frelimo pretende rever o Sistema Nacional de Educação alargando a escolaridade obrigatória até a 9 ª classe, reduzindo o ensino primário para seis classes e i
@Verdade - Últimas

Depois “do Homem Novo” o Governo vai rever o Sistema de Educação em Moçambique para ...

Depois da “criação do Homem Novo, construtor da Pátria Socialista” o Governo do partido Frelimo pretende rever o Sistema Nacional de Educação alargando a escolaridade obrigatória até a 9 ª classe, reduzindo o ensino primário para seis classes e iniciando o ensino secundário na 7ª classe, com o objectivo de formar o “cidadão à altura dos desafios do século XXI”. No que a qualidade diz respeito, e embora reconheça a importância da Educação Pré-Escolar na melhoria da preparação dos alunos primários, o Executivo assume não ter dinheiro para torna-lo acessível a todas as crianças moçambicanas. O Sistema Nacional de Educação (SN) em vigor no nosso país é regido por uma lei que data de 1992, mais ainda inspirado na Lei 4/83 que tinha como principal objectivo a “criação do Homem Novo, construtor da Pátria Socialista, onde cada um dá o melhor do seu trabalho e onde cada um encontra a sua realidade e afirmação pessoal”. Porém, e apesar dos “camaradas” ainda cantarem “que o Socialismo triunfará” eles não parecem ter dúvidas dos tempos em que vivemos e por isso o Executivo propõe-se a modernizar e ajustar o SNE aos desafios actuais e futuros como forma de “Promover um Sistema Educativo inclusivo, eficaz e eficiente que garanta a aquisição das competências requeridas ao nível de conhecimento, habilidades e atitudes que respondam às necessidades de desenvolvimento humano” e dessa forma formar o “cidadão à altura dos desafios do século XXI”. Na fundamentação da proposta que está em análise na Assembleia da República o Governo entende causa limitado acesso aos segundo grau por insuficiência de professores a “manutenção do ensino primário de dois graus (EP1 e EP2) herdada da Lei nº 4/83, de 23 de Março, onde o primeiro (1ª a 5ª classe) é leccionado por um professor por turma e o segundo (6ª e 7ª classe) por vários professores por turma”. “A idade dos finalistas do ensino primários de sete classes , cerca de 12 a 13 anos de idade, não é propícia para o seu ingresso em cursos de ensino técnico-profissional de nível básico, pois os alunos concluem a formação com idade insuficiente para o seu ingresso no mercado de trabalho por um lado. Por outro lado, o perfil de saída destes graduados não satisfaz as exigências do mercado laboral”, justifica ainda o Executivo na sua proposta de revisão. Ensino Primário reorganizado da 1ª à 6ª classe, em língua portuguesa ou bilingue Para esse desiderato a nova lei do Sistema Nacional de Educação estabelece que “a Escolaridade obrigatória é da 1ª a 9ª classe”, contrariamente a legislação em vigor que deixa ao Conselho de Ministros o ritmo da implementação que actualmente está definido na 7ª classe. Mas se com o actual figurino de sete classes gratuitas muitos moçambicanos não conseguem prosseguir da 5ª para a 6ª devido aos custos que são precisos suportar (fardamento, material escolar e até transporte pois as distâncias para as escolas de EP2 são de dezenas e até centenas de quilómetros) alargando-o ao 1º ciclo do Ensino Secundário que é pago muito menos aderência terá. A solução do Governo é “sensibilizar os pais sobre a importância da Educação, tendo em conta que o ensino nesta fase é fundamental pois contribui para o progresso social, económico e cultural”. A proposta de revisão da lei do SNE, que poderá ser aprovada ainda nesta Legislatura mas só será implementada em pleno em 2023, prevê ainda que a idade escolar seja reajustada “na 1ª classe no ano em que completam 6 anos de idade até 30 de Junho”. O Ensino Primário deverá ser reorganizado em dois ciclos de aprendizagem, 1º ciclo da 1ª à 3ª classe e 2º ciclo da 4ª à 6ª classe, e a nova lei prevê que se realize em língua portuguesa ou em modalidade bilingue, portanto numa língua moçambicana. Na proposta em análise pelos deputados da Assembléia da República o Ensino Secundário passa a compreender seis classes organizadas num ciclo, da 7ª à 9ª, e noutro, da 10ª à 12ª classe. Não há dinheiro para tornar Educação Pré-Escolar acessível a todas as crianças moçambicanas O Governo julga ainda que é necessário redefinir os princípios gerais, os princípios pedagógicos, conformar as convenções internacionais ratificadas por Moçambique e ainda acomodar a legislação introduzida desde 1992 como são os casos Lei do Ensino Superior assim como a Lei da Educação Profissional. No entanto o Executivo de Filipe Nyusi apesar de reconhecer a importância da Educação Pré –Escolar e de Moçambique ser signatário da Declaração Mundial de Educação para Todos, que considera que a Educação Pré-Escolar de qualidade é essencial na preparação de crianças para a escola primária e classes subsequentes, continua a considerar a frequência neste subsistema de facultativa pois não tem fundos para o tornar acessível a todos os moçambicanos. Questionada pelo @Verdade sobre os custos da Educação Pré-Escolar a ministra da Educação e Desenvolvimento Humano, Conceita Sortane, disse : “Neste momento uma previsão assim como tal não, mas dizer que ele não é tão barato”. “As crianças com idade elegível para a Educação Pré-Escolar necessitam de condições apropriadas: sanitários, refeitórios, dormitórios, mobiliário apropriado, parque infantil, kits de primeiros socorros, cada grupo de 25 crianças precisa de 2 assistentes para o processo de socialização e aprendizagem” quantificou a ministra da Educação e Desenvolvimento Humano.

Governo de Nyusi continuar aumentar Dívida Pública Interna, em Março ultrapassou os 107 ...

Indiferente aos alertas sobre a insustentabilidade da Dívida Pública, vindos até do Banco de Moçambique (BM)e do Tribunal Administrativa, o Governo de Filipe Nyusi continua a endividar os moçambicanos elevando a Dívida Pública Interna para mais de 107
@Verdade - Últimas

Governo de Nyusi continuar aumentar Dívida Pública Interna, em Março ultrapassou os 107 ...

Indiferente aos alertas sobre a insustentabilidade da Dívida Pública, vindos até do Banco de Moçambique (BM)e do Tribunal Administrativa, o Governo de Filipe Nyusi continua a endividar os moçambicanos elevando a Dívida Pública Interna para mais de 107 biliões de meticais. Pior é que parte dessa dívida foi usada para amortizar as dívidas ilegais da Proindicus e da EMATUM e o serviço da dívida em 2018 supera os orçamentos dos sectores de Águas e Obras Pública, Programas de Protecção Social... “O risco fiscal, não é uma notícia nova, continua elevado com os indicadores definidos em termos da Dívida Interna que continua crescente. Passa de 104 (biliões de meticais) em Fevereiro e em finais da Março já a 107 (biliões de meticais)” revelou Rogério Zandamela, o Governador do Banco de Moçambique, em conferencia de imprensa na passada quarta-feira (11) tendo antes destacado um dos principais desafios da economia, ao nível doméstico, continua a ser a “sustentabilidade da dívida que continua muito elevada”. Esta dívida tem sido contraída no banco central, cerca de 41 biliões de meticais, através da emissão de Bilhetes do Tesouro, aproximadamente 21,6 biliões de meticais, e também através da emissão Obrigações do Tesouro, perto de 45 biliões. É importante recordar que quando Filipe Nyusi assumiu a presidência de Moçambique o stock da Divída Pública Interna rondava os 31 biliões de meticais, portanto nos últimos três anos a mesma aumentou mais de 200 por cento com particular agravamento da dívida junto do BM. No início de 2015 o saldo dessa dívida era de 3 biliões de meticais mas desde então aumentou mais de 1300 por cento. O @Verdade apurou que cerca de 35 por cento da dívida do Estado ao banco central foram destinados ao pagamento das dívidas ilegais que o Governo recorrentemente de afirmado não estar a pagar. “Os primeiros empréstimos (1, 2 e 3) foram destinados ao pagamento do cupão das dívidas da EMATUM, SA e da Proíndicus, SA, no montante de 14.261.944 mil meticais, equivalentes a 199.775.091,91 dólares norte-americanos, para o que foram celebrados 3 contratos de mútuo”, indica o Tribunal Administrativo. Serviço da Dívida Pública Interna em 2018 supera orçamento dos sectores de Águas e Obras Pública, Programas de Protecção Social... Além destes saldos, de acordo com o Relatório do Tribunal Administrativo (TA) sobre a Conta Geral do Estado (CGE) de 2016, acrescia à Dívida Pública Interna 19,7 biliões de meticais, que não foram referidos pelo Governador do Banco de Moçambique. “A 31/12/2016, o saldo era de 19.705.113 mil Meticais, sendo 12.707.280 mil meticais destinados a diversas compensações, dos quais 736.528 mil Meticais, às gasolineiras, referentes a 2010, 3.800.000 mil meticais às gasolineiras, de a 2015, 8.170.752, para a titularização do IVA e 6.385.833 mil meticais, para o financiamento, em forma de leasing, para a construção de edifícios públicos” pode-se ler no Relatório do TA à CGE de 2016. O Tribunal que fiscaliza as contas do Estado precisa que “relativamente à Empresa de Desenvolvimento Maputo Sul, tratou-se de um pagamento efectuado pelo Estado ao Millennium bim, no valor de 155,4 milhões de Meticais, de juros vencidos de uma dívida contratada com o suporte do Estado. Este pagamento foi condição para o banco proceder à reestruturação do crédito e evitar o accionamento da garantia. O outro pagamento, de 338 milhões de Meticais, também relativo às obrigações da Maputo Sul, refere-se a juros vencidos da dívida contraída junto do Sindicato Bancário”. “O pagamento por conta da LAM, de 283 milhões de Meticais, ao Banco MOZA, respeita a juros vencidos e foi a condição imposta pelo credor para a reestruturação da dívida e evitar-se o accionamento da garantia”, aclara o Tribunal Administrativo no seu Relatório. Para fazer face ao serviço só desta Dívida Pública Interna o @Verdade já revelou que o Executivo de Filipe Nyusi direcionou 19,7 bilhões de meticais do seu Orçamento de Estado para 2018. Comparativamente as dotações orçamentais para outros sectores fundamentais para a vida dos moçambicanos o montante alocado para o serviço da Dívida Interna supera todo orçamento previsto para a província de Nampula, para a qual inscreveu somente 12,5 bilhões, e ultrapassa também todo dinheiro previsto para a província da Zambézia, para a qual foram previstos 12,3 biliões de meticais. O custo do serviço da Dívida Pública Interna supera ainda todo o orçamento previsto para o sector de Águas e Obras Pública, que em 2018 deverá receber somente 7,1 bilhões de meticais, e é seis vezes maior do que a verba alocada para todos os Programas de Protecção Social dos moçambicanos que terá somente 3,6 bilhões de meticais.

Premier League: United perde e Manchester City é confirmado campeão na Inglaterra

O Manchester City tornou, neste domingo, campeão antecipado da Premier League logo após o vice Manchester United ser derrotado em casa por 1 a 0 pelo West Bromwich Albion. Para se manter no páreo, o United precisava de pelo menos um empate, mas falhou e
@Verdade - Últimas

Premier League: United perde e Manchester City é confirmado campeão na Inglaterra

O Manchester City tornou, neste domingo, campeão antecipado da Premier League logo após o vice Manchester United ser derrotado em casa por 1 a 0 pelo West Bromwich Albion. Para se manter no páreo, o United precisava de pelo menos um empate, mas falhou em Old Trafford. O técnico do City, Pep Guardiola, pode ter perdido o momento de seu primeiro título inglês, pois já tinha afirmado no sábado que iria a uma partida de golfe reservada com seu filho. O City, que bateu o Tottenham Hotspur no sábado, tem 87 pontos, com cinco jogos pela frente. O United tem 71 pontos, também faltando cinco partidas até o fim do torneio.

Fórmula: Ricciardo vence GP da China

O australiano Daniel Ricciardo venceu o Grande Prémio da China de Fórmula 1 pela Red Bull neste domingo, enquanto o líder do campeonato Sebastian Vettel terminou em oitavo. O pódio foi completado por Valtteri Bottas, que conseguiu o segundo lugar para
@Verdade - Últimas

Fórmula: Ricciardo vence GP da China

O australiano Daniel Ricciardo venceu o Grande Prémio da China de Fórmula 1 pela Red Bull neste domingo, enquanto o líder do campeonato Sebastian Vettel terminou em oitavo. O pódio foi completado por Valtteri Bottas, que conseguiu o segundo lugar para a Mercedes, e seu compatriota finlandês Kimi Raikkonen, terceiro para a Ferrari. O actual campeão da Mercedes Lewis Hamilton terminou em quinto na corrida, mas subiu para o quarto lugar com uma penalidade de 10 segundos para Max Verstappen, da Red Bull, por causar uma colisão com Vettel. O espanhol Fernando Alonso terminou em sétimo depois de ultrapassar Vettel na fase final da corrida.

Ligue 1: Paris Saint-Germain massacra Monaco e é campeão francês

O Paris Saint-Germain goleou o Mónaco neste domingo, o único concorrente vivo na luta pelo título do Campeonato Francês futebol por 7 a 1, no estádio Parc des Princes, e sagrou-se campeão pela sétima vez na história. Em busca dos três pontos que g
@Verdade - Últimas

Ligue 1: Paris Saint-Germain massacra Monaco e é campeão francês

O Paris Saint-Germain goleou o Mónaco neste domingo, o único concorrente vivo na luta pelo título do Campeonato Francês futebol por 7 a 1, no estádio Parc des Princes, e sagrou-se campeão pela sétima vez na história. Em busca dos três pontos que garantiriam a taça, a equipa da casa começou a partida de forma avassaladora, marcando aos 14 do primeiro tempo, com o meia argentino Giovani Lo Celso. Três minutos depois, o atacante uruguaio Edinson Cavani ampliou. Aos 20, o meia argentino Ángel Di María balançou as redes. O passeio parisiense seguiu ainda antes do intervalo, com o autor do primeiro gol voltando a marcar, aos 28. Dez minutos depois, o médio atacante português Rony Lopes, que nasceu no Brasil, descontou para a equipe do Principado. No segundo tempo, aos 13, Di María voltou a balançar as redes, fazendo o quinto. Mais tarde, aos 32, o atacante colombiano Falcao García foi para a área do Monaco ajudar, na cobrança de um pontapé de canto e acabou testando para marcar contra. No finzinho, aos 41, o meia-atacante alemão Julian Draxler anotou o sétimo. Com a vitória, o PSG chegou a 87 pontos, abrindo 17 de frente para o time do Principado, após 33 jornadas. Como faltam apenas cinco partidas para cada equipe, com 15 pontos de disputa, a equipe de Neymar e companhia não pode mais perder a taça. Esta é a sétima vez na história que o Paris Saint-Germain conquista o Campeonato Francês. A equipe agora está a três títulos de igualar o Saint-Étienne, maior vencedor da competição. Nesta temporada, os comandados pelo espanhol Unai Emery podem levar a Triplíce Coroa nacional, pois já venceram a Copa da Liga e estão nas semifinais da Copa da França.

Chuva fraca no Niassa e Cabo Delgado esta 3ª feira; 32º em Tete, 30º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta terça-feira (17) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado localmente muito nublado. Chuvas fracas locais, podendo ser moderadas
@Verdade - Últimas

Chuva fraca no Niassa e Cabo Delgado esta 3ª feira; 32º em Tete, 30º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta terça-feira (17) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado localmente muito nublado. Chuvas fracas locais, podendo ser moderadas e com trovoadas ao longo da faixa costeira e no extremo norte da província de Niassa. Vento de sueste a sudoeste fraco. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu pouco nublado, localmente nublado. Possibilidade de ocorrência de chuvas fracas nas províncias da Zambézia e Sofala. Vento de sueste a sudoeste, fraco a moderado, soprando, por vezes, com rajadas na faixa costeira. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo céu pouco nublado com períodos de muito nublado. Ocorrência de aguaceiros fracos ou chuvas fracas, na província de Inhambane. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 30 19 Xai-Xai 28 20 Inhambane 29 22 Vilankulo 30 17 Beira 30 24 Chimoio 24 15 Tete 32 23 Quelimane 30 23 Nampula 29 21 Pemba 30 23 Lichinga 25 15

Continuação de tempo chuvoso no Norte nesta 2ª feira; 30º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta segunda-feira (16) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu geralmente nublado. Ocorrência de chuvas fracas localmente moderadas, acompanhadas
@Verdade - Últimas

Continuação de tempo chuvoso no Norte nesta 2ª feira; 30º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta segunda-feira (16) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu geralmente nublado. Ocorrência de chuvas fracas localmente moderadas, acompanhadas por vezes de trovoadas. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu pouco nublado localmente muito nublado. Ocorrência de chuvas fracas localmente moderadas, ao longo da zona costeira da província de Zambézia. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo céu pouco nublado com períodos de muito nublado. Ocorrência de aguaceiros fracos ou chuvas fracas, principalmente a norte de Gaza e na província de Inhambane, acompanhadas por vezes de trovoadas. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 30 20 Xai-Xai 27 19 Inhambane 29 21 Vilankulo 29 21 Beira 29 23 Chimoio 25 16 Tete 31 23 Quelimane 28 23 Nampula 29 22 Pemba 30 24 Lichinga 24 15

Domingo chuvoso no Norte, 32º em Tete, 31º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para este domingo (15) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado localmente muito nublado. Ocorrência de chuvas fracas localmente moderadas
@Verdade - Últimas

Domingo chuvoso no Norte, 32º em Tete, 31º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para este domingo (15) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado localmente muito nublado. Ocorrência de chuvas fracas localmente moderadas, no extremo norte das províncias de Niassa e Cabo Delgado, acompanhadas por vezes de trovoadas. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu pouco nublado localmente muito nublado. Ocorrência de chuvas fracas localmente moderadas, ao longo da zona costeira da província de Zambézia. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado, soprando por vezes com rajadas ao longo da zona costeira. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo prevê-se, Céu pouco nublado com períodos de muito nublado. Ocorrência de chuvas fracas. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 31 19 Xai-Xai 28 20 Inhambane 28 21 Vilankulo 30 20 Beira 29 23 Chimoio 25 18 Tete 32 23 Quelimane 30 23 Nampula 29 22 Pemba 30 24 Lichinga 25 15

La Liga: Barcelona derrota o Valencia e bate recorde no Espanhol

O Barcelona respondeu à derrota surpreendente para a Roma na Liga dos Campeões derrotando o Valencia por 2 a 1 neste sábado, no Camp Nou, estabelecendo um recorde de 39 jogos de invencibilidade pelo campeonato espanhol e dando mais um passo em direcção a
@Verdade - Últimas

La Liga: Barcelona derrota o Valencia e bate recorde no Espanhol

O Barcelona respondeu à derrota surpreendente para a Roma na Liga dos Campeões derrotando o Valencia por 2 a 1 neste sábado, no Camp Nou, estabelecendo um recorde de 39 jogos de invencibilidade pelo campeonato espanhol e dando mais um passo em direcção ao título. Luis Suárez abriu o placar para o Barcelona aos 15 minutos de partida, completando um passe do ex-companheiro de Liverpool, Philippe Coutinho. Contratação mais cara da história do clube, Coutinho deu outra assistência, de pontapé de canto, para Samuel Umtiti cabecear para as redes e fazer o segundo do Barça, aos 6 minutos do segundo tempo, pouco depois de Gerard Piqué cortar uma bola em cima da linha de Santi Mina, na sequência de um escorregão do zagueiro francês. O capitão Dani Parejo descontou para o terceiro colocado Valencia, cobrando pênalti por baixo de Marc-Andre ter Stegen, mas os catalães resistiram a um final de partida movimentado e estão a sete pontos do 25º título da liga espanhola. A equipe mais próxima do clube de Ernesto Valverde, 14 pontos atrás, é o Atlético de Madrid, que recebe o Levante. O quarto colocado Real Madrid, que visita o Málaga no domingo.

Premier League: Salah chega a 40 golos na temporada em vitória do Liverpool sobre Bournemouth

Mohamed Salah marcou seu 30º golo pelo campeonato inglês de futebol nesta temporada, na vitória fácil do Liverpool, por 3 a 0, sobre o Bournemouth, neste sábado. O terceiro colocado Liverpool precisou de apenas sete minutos para abrir o placar, quand
@Verdade - Últimas

Premier League: Salah chega a 40 golos na temporada em vitória do Liverpool sobre Bournemouth

Mohamed Salah marcou seu 30º golo pelo campeonato inglês de futebol nesta temporada, na vitória fácil do Liverpool, por 3 a 0, sobre o Bournemouth, neste sábado. O terceiro colocado Liverpool precisou de apenas sete minutos para abrir o placar, quando Sadio Mané superou Asmir Begovic, no rebote da sua própria cabeçada. O Bournemouth manteve-se na partida, apesar do domínio do Liverpool, mas Salah ampliou o vantagem aos 24 minutos do segundo tempo, quando, de costas para a baliza, cabeceou o lançamento de Trent Alexander-Arnold de maneira astuta. Com isso, Salah tornou-se o terceiro jogador da história do Liverpool a fazer 40 golos numa mesma temporada - junto a Ian Rush, que o fez duas vezes, e Roger Hunt. Ainda houve tempo para Roberto Firmino fazer o terceiro golo, cortando da esquerda para o meio e mandando um chute rasteiro no canto de Begovic. A vitória fez o Liverpool abrir três pontos para o Tottenham, que joga contra o Manchester City.

22 mortos em ataque terrorista no Sinai, no nordeste do Egipto

Vinte e duas pessoas morreram e 15 outras ficaram feridas durante um ataque terrorista ocorrido na região do Sinai, no nordeste do Egipto, anunciaram este sábado as Forças Armadas Egípcias. Dos mortos constam 14 terroristas e oito militares nesta ofen
@Verdade - Últimas

22 mortos em ataque terrorista no Sinai, no nordeste do Egipto

Vinte e duas pessoas morreram e 15 outras ficaram feridas durante um ataque terrorista ocorrido na região do Sinai, no nordeste do Egipto, anunciaram este sábado as Forças Armadas Egípcias. Dos mortos constam 14 terroristas e oito militares nesta ofensiva lançada por quatro kamikazes e dez outros assaltantes munidos de armas pesadas, incluindo lança-foguetes, indicou um porta-voz militar. Os atacantes tentaram penetrar num dos quartéis das forças armadas no centro do Sinai, aproveitando-se da falta de iluminação na madrugada, precisou o porta-voz do exército egípcio. Reagindo, as forças armadas egípcias lançaram uma ofensiva de grande envergadura para proteger o quartel, matando todos os atacantes depois dos kamikazes terem explodido, indicou.

Get more results via ClueGoal