Mozambique
MapoList


Acidente de autocarro na "curva da morte" deixa 24 mortos no Equador

Pelo menos 24 pessoas morreram e 19 ficaram feridas em um acidente com um autocarro colombiano num trecho de uma estrada para Quito conhecido como “curva da morte”, disseram serviços de emergência nesta terça-feira. O autocarro também levava passag
@Verdade - Últimas

Acidente de autocarro na "curva da morte" deixa 24 mortos no Equador

Pelo menos 24 pessoas morreram e 19 ficaram feridas em um acidente com um autocarro colombiano num trecho de uma estrada para Quito conhecido como “curva da morte”, disseram serviços de emergência nesta terça-feira. O autocarro também levava passageiros venezuelanos, de acordo com a polícia equatoriana. “O maior número de mortos são colombianos, é um acidente muito complicado e estamos reunindo informações”, disse o secretário de Segurança de Quito, Juan Zapata, à mídia local. O acidente aconteceu na estrada Pifo-Papallacta, considerada uma das mais perigosas do Equador. Autoridades ainda não foram capazes de determinar a causa do acidente, mas disseram que o autocarro chocou contra um caminhão, atingindo casas no trecho da estrada conhecido como “curva da morte”. A identificação dos corpos foi iniciada e passageiros feridos, incluindo diversos em estado grave, foram levados a hospitais à capital equatoriana, de acordo com os bombeiros.

Itália busca sobreviventes após colapso de ponte que deixou pelo menos 26 mortos

Bombeiros buscavam sobreviventes e corpos em meio aos escombros da ponte de uma via expressa que desmoronou na manhã desta terça-feira em Gênova, cidade portuária do norte da Itália, matando 26 pessoas. Embora esse permaneça como o número oficial d
@Verdade - Últimas

Itália busca sobreviventes após colapso de ponte que deixou pelo menos 26 mortos

Bombeiros buscavam sobreviventes e corpos em meio aos escombros da ponte de uma via expressa que desmoronou na manhã desta terça-feira em Gênova, cidade portuária do norte da Itália, matando 26 pessoas. Embora esse permaneça como o número oficial de mortos, o primeiro-ministro Giuseppe Conte disse de Génova que essa contagem subiria. A agência de notícias italiana Ansa informou que cerca de 35 pessoas provavelmente foram mortas, citando fontes do corpo de bombeiros. Uma secção de 50 metros da ponte, incluindo uma torre que ancorava vários apoios, desabou com até 35 veículos que a atravessavam sobre os telhados de armazéns e outros edifícios, lançando grandes placas de concreto reforçado dentro do leito de um rio. Mais de 400 pessoas foram retiradas de 11 edifícios localizados perto ou abaixo da ponte, disse o município. O colapso parece não ter matado ninguém sob a estrada, mas apenas aqueles que estavam dirigindo nela, disse a agência de protecção civil. “Ainda estamos tentando retirar sobreviventes dos destroços”, disse Alessandra Bucci, policial de Génova. “Esperamos encontrar mais pessoas vivas”. Horas depois do desastre, ocorrido em uma manhã de chuva torrencial, o governo anti-establishment que tomou posse em Junho disse que o colapso da ponte provou que a Itália precisa gastar mais para melhorar sua infraestrutura delapidada, ignorando restrições orçamentárias da União Europeia se necessário. “Deveríamos nos perguntar se respeitar estes limites (orçamentários) é mais importante do que a segurança dos cidadãos italianos. Obviamente para mim não é”, disse o vice-primeiro-ministro, Matteo Salvini, líder do partido de extrema-direita Liga, que governa com o Movimento 5 Estrelas. Salvini também disse querer os “nomes e sobrenomes dos culpados, porque uma tragédia como esta em 2018 não é aceitável”. “Eles terão que pagar, pagar por tudo, e pagar muito”. Imagens de helicóptero publicadas em redes sociais mostraram caminhões e carros detidos dos dois lados da secção ruída de 80 metros de comprimento da Ponte Morandi, construída na via expressa taxada A10 no final dos anos 1960. Um camião foi visto a poucos metros da extremidade rompida do que os locais apelidaram de “Ponte do Brooklyn”. O motorista Alessandro Megna disse à rádio estatal RAI que estava num engarrafamento bem debaixo da ponte e viu o desmoronamento. “De repente a ponte veio abaixo com tudo que estava em cima. Realmente foi uma cena apocalíptica, não conseguia acreditar nos meus olhos”, contou. Luigi D’Angelo, autoridade da agência de protecção civil, disse que havia 30 carros e entre cinco e 10 caminhões na estrada quando a secção intermediária despencou. De acordo com o governo da região de Liguria, 19 corpos tinham sido identificados e 15 pessoas foram hospitalizadas, nove delas em estado grave. Stefano Marigliani, funcionário da Autostrade – unidade do grupo de infraestrutura Atlantia que administra a seção da via expressa que desmoronou – responsável pela área de Génova, disse à Reuters: “O desmoronamento foi inesperado e imprevisível. A ponte era monitorada constantemente e supervisionada muito mais do que a lei exige”.

Corrida Azul do Standard Bank: Prémios superiores a 500 mil meticais

É já neste sábado, 18 de Agosto, que, por ocasião das celebrações de 124 anos de implantação, em Moçambique, o Standard Bank promove, em Maputo, a segunda edição da mini-maratona denominada Corrida Azul, com um percurso de 15 quilómetros para fede
@Verdade - Últimas

Corrida Azul do Standard Bank: Prémios superiores a 500 mil meticais

É já neste sábado, 18 de Agosto, que, por ocasião das celebrações de 124 anos de implantação, em Moçambique, o Standard Bank promove, em Maputo, a segunda edição da mini-maratona denominada Corrida Azul, com um percurso de 15 quilómetros para federados e 10 para populares. A prova, com um prize money global de mais de 500 mil meticais, a ser repartido entre atletas federados, populares e portadores de deficiência física, resulta da parceria entre esta instituição financeira e a Associação de Atletismo de Maputo. Trata-se de uma iniciativa enquadrada na responsabilidade social corporativa do Standard Bank, inserida nas acções de bem-estar e promoção de hábitos saudáveis no seio da comunidade. Já estão inscritos para este evento atletas nacionais e internacionais, vários populares, para além de colaboradores do Standard Bank que vão correr pela saúde na celebração dos 124 anos do banco. A Corrida Azul, com início e fim na sede do Standard Bank, na avenida 10 de Novembro, tem um percurso bastante atractivo para todas as categorias compreendendo, principalmente, as Avenidas Julius Nyerere, Marginal e 25 de Setembro.

Liga Moçambicana de Basquetebol: ferroviários a um vitória da final

Os ferroviários de Maputo e da Beira estão a uma vitória de voltarem a discutir o título nacional de basquetebol sénior masculino. A equipa de Milagre Macome suou para vencer o Costa do Sol enquanto os campeões impuseram-se à A Politécnica. Depois
@Verdade - Últimas

Liga Moçambicana de Basquetebol: ferroviários a um vitória da final

Os ferroviários de Maputo e da Beira estão a uma vitória de voltarem a discutir o título nacional de basquetebol sénior masculino. A equipa de Milagre Macome suou para vencer o Costa do Sol enquanto os campeões impuseram-se à A Politécnica. Depois do adiamento, “Por razões da impraticabilidade do piso do Pavilhão do Ferroviário da Beira”, teve início no princípio da noite de terça-feira a disputa das semi-finais da Liga Moçambicana de Basquetebol com os “canarinhos” a tentarem travar os “locomotivas” de Maputo. A equipa de Miguel Guambe, que já havia vencido os vice-campeões na fase regular, discutiu cada ponto do jogo tendo saído para o intervalo com uma desvantagem de apenas 1 ponto. Com mais soluções e jogadores mais experientes os pupilos de Milagre Macome acabaram por impor no derradeiro período vencendo o 1º jogo por 79 a 72 pontos. Disputadas a melhor de 3 partidas o Costa do Sol precisa de vencer na noite desta quarta-feira se quiser sonhar com o título inédito no seu parlmarés. Na outra semi-final os anfitriões não deram chances a A Politécnica controlando o ritmo do jogo desde o início, saíram para o intervalo a vencer por 23 a 46 pontos, e colocaram um pé na final derrotando os “universitários” por 55 a 82 pontos.

Fortes chuvas no norte da Índia deixam pelo menos 16 mortos

Pelo menos 16 pessoas morreram no estado de Himachal Pradesh, no norte da Índia, por causa dos deslizamentos de terra e desabamentos de imóveis provocados pelas intensas chuvas de monção, informaram nesta terça-feira fontes oficiais. A maioria das mor
@Verdade - Últimas

Fortes chuvas no norte da Índia deixam pelo menos 16 mortos

Pelo menos 16 pessoas morreram no estado de Himachal Pradesh, no norte da Índia, por causa dos deslizamentos de terra e desabamentos de imóveis provocados pelas intensas chuvas de monção, informaram nesta terça-feira fontes oficiais. A maioria das mortes ocorreram devido ao colapso de casas e deslizamentos de terras provocados pelas chuvas, detalhou à Agência Efe um porta-voz da Autoridade Nacional de Gestão de Desastres (NDMA) de Himachal Pradesh, Rajender Ram. A maioria das vítimas era do distrito de Solam, onde, de acordo com os dados da NDMA, oito pessoas perderam a vida, das quais três eram crianças. O primeiro-ministro do estado de Himachal Pradesh, Jai Ram Thakur, apontou à imprensa que as chuvas, que começaram no domingo, são as maiores precipitações que atingiram Shimla, a capital regional, desde 1901, e as maiores em todo o estado desde 2011. As autoridades indianas estimam que as chuvas, que causaram perdas milionárias ao estado, continuarão por mais três dias nesta região, e pediram aos habitantes que se mantenham em suas casas até que diminuam as precipitações. O serviço eléctrico foi interrompido em várias cidades, e as escolas continuarão fechadas até amanhã. Também o sul do país está sendo castigado pelas precipitações durante as últimas semanas, deixando pelo menos 30 mortos e centenas de afectados no estado de Kerala. Os incidentes meteorológicos são frequentes no Sul da Ásia na época de mais intensidade das chuvas de monção, sobretudo em julho e agosto, quando costumam causar centenas de mortos e milhões de afectados na região.

Comandante-geral exige profissionalismo na Polícia e combate à criminalidade e aos acidentes ...

Cento e doze membros da Polícia da República de Moçambique (PRM), entre oficiais superiores, subalternos e sargentos foram patenteados, na terça-feira (14), em Maputo. No acto, o comandante-geral, Bernardino Rafael, exigiu respeito ao dever de profissiona
@Verdade - Últimas

Comandante-geral exige profissionalismo na Polícia e combate à criminalidade e aos acidentes ...

Cento e doze membros da Polícia da República de Moçambique (PRM), entre oficiais superiores, subalternos e sargentos foram patenteados, na terça-feira (14), em Maputo. No acto, o comandante-geral, Bernardino Rafael, exigiu respeito ao dever de profissionalismo e empenho no combate à criminalidade e aos acidentes de viação. O grosso dos policiais que foram concedidos patentes pertence à banda policial de diferentes pontos do país. Bernardino Rafael, comandante-geral da PRM, disse que o patenteamento é forma de reorganização do sector. Aos colegas que não exercem as suas funções com profissionalismo, ele sugeriu que se submetam-se à reciclagem. “Temos a plena consciência de que somos muitos que precisamos melhorar cada vez mais a nossa profissão e categoria profissional”, afirmou a fonte e apontou que o desfaio da PRM é colocar cada membro no lugar que merece, em função do trabalho que faz. Segundo o comandante-geral, uma das condições para um policial desempenhar melhor as tarefas que lhe são incumbidas com vista à manutenção da segurança e da ordem públicas é assegurar que ele esteja satisfeito na sua categoria profissional. No ano passado, prosseguiu Bernardino Rafael, foram promovidos 5.500 elementos da instituição que tem como função garantir a segurança e a ordem públicas e combater infracções à lei. Este número “é apenas um quarto do efectivo que pretendemos cobrir. Ainda temos 4.250 oficiais” à espera da mesma sorte. “Ninguém está esquecido. Todos vocês merecem o mesmo tratamento”, disse e vincou que é preciso a Polícia não vergar diante do combate ao crime e à sinistralidade rodoviária. Bernardino Rafael fez saber que pelo menos 603 pessoas morreram no primeiro semestre deste ano, em todo o país, contra 510 no ano passado, devido 810 acidentes de viação, contra 775 em igual período de 2017. No que à criminalidade diz respeito, houve registo de 9.682 casos nos primeiros seis meses deste ano, contra 11.427 em igual período do ano transacto. Num outro desenvolvimento, o comandante-geral pediu o envolvimento dos colegas, em particular, e da sociedade, em geral, nas acções que evitem que as estradas sejam continuamente regadas de sangue. Cada membro da Polícia, mesmo que não seja de trânsito, assuma a tarefa de educar aos cidadãos a travessarem uma estrada/rua, bem como aos automobilistas a respeitarem as regaras de condução, sublinhou.

Jornalista sem competências técnicas ou de gestão nomeado PCA da RM

O jornalista Abdul Naguibo Abdula, que não tem competência técnica nem de gestão para liderar uma rádio em processo de digitalização, mas tem reconhecido trabalho de bajulação ao partido Frelimo, foi nomeado nesta terça-feira (14) para o cargo de Pr
@Verdade - Últimas

Jornalista sem competências técnicas ou de gestão nomeado PCA da RM

O jornalista Abdul Naguibo Abdula, que não tem competência técnica nem de gestão para liderar uma rádio em processo de digitalização, mas tem reconhecido trabalho de bajulação ao partido Frelimo, foi nomeado nesta terça-feira (14) para o cargo de Presidente do Conselho de Administração (PCA) da Rádio Moçambique (RM). De pouco mais de 50 anos de idade, o experiente jornalista exercia, desde 2016, sob muita contestação interna, o cargo de director de informação da rádio pública. O @Verdade apurou que esta nomeação foi uma “grande surpresa” para os funcionários da RM, porque Abdul Naguibo não estava entre os nomináveis para o cargo deixado vago, em finais de Julho, por Faruco Sadique Ibraimo, que pelo mau serviço público que realizou foi indigitado para dirigir a Televisão de Moçambique. O @Verdade sabe que para além da fervorosa cobertura e divulgação das “realizações” do partido Frelimo e do seu Governo, Naguibo não tem competências técnicas para liderar a rádio pública na transição para a tecnologia digital e nem mesmo tem suficiente formação em gestão para inverter a deficitária situação financeira em que se encontra este que é o principal órgão de comunicação social do nosso país, apesar dos subsídios que recebe do Estado e da taxa de radiodifusão que todos automobilistas são obrigado a pagar. Ao que apurámos, Naguibo é claramente uma escolha para garantir mais cobertura favorável ao partido Frelimo nos dois ciclos eleitorais que se avizinham. Contudo, ele herda uma empresa que, pela primeira vez, no mês passado falhou o pagamento de salários no “tradicional dia 20”.

Autárquicas 2018: Das 28 formações políticas inscritas na CNE, candidataram-se 18 e só ...

Dos 28 partidos políticos, coligações e grupos de cidadãos inscritos na Comissão Nacional de Eleições (CNE) – de 15 a 29 de Junho último – para as eleições autárquicas de 10 de Outubro próximo, pelo menos 10 não se candidataram por razões de
@Verdade - Últimas

Autárquicas 2018: Das 28 formações políticas inscritas na CNE, candidataram-se 18 e só ...

Dos 28 partidos políticos, coligações e grupos de cidadãos inscritos na Comissão Nacional de Eleições (CNE) – de 15 a 29 de Junho último – para as eleições autárquicas de 10 de Outubro próximo, pelo menos 10 não se candidataram por razões desconhecidas. A recepção de candidaturas encerrou na segunda-feira (13). A Frelimo, a Renamo e o Movimento Democrático de Moçambique (MDM) – os únicos com representação parlamentar – são os que se propuseram para concorrer em todas as 53 autarquias do país. O órgão do Estado, que administra os processos eleitorais, não sabe por que motivos os proponentes não se candidataram, pese embora admita que os oito dias [06 a 13/08/2018] que estavam reservados ao processo “eram bastante escassos”. Paulo Cuinica, porta-voz da CNE, comentou que alguns documentos, em número considerável, apresentados no acto de candidatura estavam caducados e os proponentes tinham de correr contra o tempo para regularizá-los, mas não são todos que lograram sucesso nesse sentido. A fonte disse que, possivelmente, entre terça-feira (14) e esta quarta-feira (15), serão afixadas as cópias de candidaturas, nos quais o órgão indica se aceita ou rejeita o processo dos proponentes e as respectivas listas. Nos dias 16 e 17 do mês em curso, os proponentes de partidos políticos podem submeter recurso à CNE, pronunciando-se em relação à aceitação ou rejeição das candidaturas e respectivas listas pela entidade a que temos vindo a fazer alusão. No sábado (18), serão elaboradas as actas e impressas as listas definitivas de candidaturas, as quais serão afixadas entre 19 e 22 de Agosto corrente. Na próxima sexta-feira (24), “realizar-se-á o sorteio das listas definitivas” na presença dos candidatos/cabeças-de-lista ou mandatários de partidos políticos, coligações e grupos de cidadãos para a “indicação da sua ordem no boletim de voto”, disse Paulo Cuinica. A apresentação das candidaturas às eleições autárquicas, de 06 a 13 Agosto, respeita os 60 dias antes da votação [10/10/2018], nos termos do número 2 do artigo 161 da Lei número 7/2018, de 3 de Agosto.

Reajustes dos preços dos combustíveis em Moçambique afectam cobrança de impostos

Os sucessivos reajustes dos preços dos combustíveis líquidos contribuiram negativamente em 4,93 por cento para a arrecadação de receitas fiscais em Moçambique. Apesar disso a Autoridade Tributária (AT), durante o primeiro semestre de 2018, ultrapassou
@Verdade - Últimas

Reajustes dos preços dos combustíveis em Moçambique afectam cobrança de impostos

Os sucessivos reajustes dos preços dos combustíveis líquidos contribuiram negativamente em 4,93 por cento para a arrecadação de receitas fiscais em Moçambique. Apesar disso a Autoridade Tributária (AT), durante o primeiro semestre de 2018, ultrapassou a sua meta arrecadando 105,2 biliões de meticais graças ao contínuo crescimento das receitas do Imposto Específico sobre o Consumo na Importação e do Imposto Especial sobre Jogos. Lançada a cerca de um ano a selagem de bebidas alcoólicas continua adiada nas Cervejas de Moçambique. “A Autoridade Tributária arrecadou 105.293.233,890 meticais, que corresponde a um grau de realização de 100,74 por cento em relação a meta do período e corresponde a uma realização de 47,52 por cento em relação ao plano anual e comparando com igual período do ano passado a cobrança cresceu nominalmente 18,59 por cento” revelou em conferencia de imprensa Fernando Tinga. O porta-voz da AT precisou os desempenhos positivos “ao nível dos impostos nacionais tivemos um crescimento de 18,59 por cento em relação ao ano passado, ao nível do IRPC tivemos um crescimento de 30,64 por cento, ao nível do IRPS um crescimento de 10,52 por cento, ao nível do Imposto Especial sobre Jogos 44,99 por cento, ao nível do IVA global tivemos 10,24 por cento, ao nível do IVA nas operações internas tivemos um crescimento de 16,15 por cento. Ao nível das Alfandegas tivemos um crescimento de 24,77 por cento, ao nível do Imposto Específico sobre o Consumo na Importação tivemos um crescimento de 53,18 por cento, ao nível dos outros impostos tivemos um crescimento de 80,94 por cento”. No entanto a taxa sobre os combustíveis líquidos registou uma modesta colecta de 1,4 biliões de meticais, menos 4,93 por cento relativamente a igual período de 2017, e ainda longe da meta para este ano que é de 8,9 biliões de meticais. Esta taxa cujas percentagens são escondidas do público, o @Verdade tem insistentemente questionado ao Ministério dos Recursos Minerais e Energia e ao Ministério da Economia e Finanças sem sucesso, incidem na determinação dos preços da gasolina, do gasóleo, Jet e até mesmo sobre o gás doméstico. De acordo com a Autoridade Tributária as alterações nos preços de venda ao público num curto espaço de tempo têm afectado as vendas o que resulta em menos receitas. Selagem dos produtos das Cervejas de Moçambique adiado “sine die” Relativamente ao processo de selagem de bebidas alcoólicas que foi introduzido a cerca de 1 ano Fernando Tinga disse que instituição que representa está a par do recrudescimento de garrafas sem selo nos mercados informais. “No início quando implementamos o processo de selagem, se calhar por timidez, nós vimos um cenário que parecia corresponder as nossas expectativas, havia uma resposta positiva em relação aos anseios da selagem. Mas com o tempo o cenário foi-se alterando, os operadores desonestos vão se também sofisticando, estudando melhor as falhas do nosso sistema. É nossa obrigação fazer frente a isso e contamos com a colaboração de todos”, apelou Tinga. Questionado sobre a selagem dos produtos das Cervejas de Moçambique cuja selagem foi adiada de 2017 para o início de 2018 o porta-voz da AT disse apenas que a instituição continua a “trabalhar” sem indicar quando é que poderá efectivar-se. O facto é que as Cervejas de Moçambique além de manterem os preços dos seus produtos inalterados há mais de cinco anos são ainda assim um dos maiores contribuintes. Só no 1º semestre de 2018 contribuíram com mais de 1,2 bilião de meticais, contra 2,3 milhões do mesmo período do ano passado.

Benfica apura-se para playoff da Liga dos Campeões Europeus com golo de Gedson

O Benfica está no playoff que antecede a fase de grupos da Liga dos Campeões Europeus em futebol, fase que vai discutir com o PAOK de Salónica da Grécia. Os encarnados, empataram nesta terça-feira em Istambul, com um golo do jovem Gedson, eliminando o Fe
@Verdade - Últimas

Benfica apura-se para playoff da Liga dos Campeões Europeus com golo de Gedson

O Benfica está no playoff que antecede a fase de grupos da Liga dos Campeões Europeus em futebol, fase que vai discutir com o PAOK de Salónica da Grécia. Os encarnados, empataram nesta terça-feira em Istambul, com um golo do jovem Gedson, eliminando o Fenerbahçe da Turquia. A equipa de Rui Vitória entrou em campo assobiada por 50 mil adeptos mas rapidamente inverteu esse panorama, pois mostrou ser muito mais equipa do que o Fenerbahçe. Bastou uma entrada corajosa, arrojada e com um jovem a brilhar a grande altura - Gedson, pois claro - para desnortear a formação turca. Ainda assim os locais tentavam, mas era um tentar incapaz, próprio de quem tem falta de capacidade para disputar uma eliminatória com o Benfica que soube lidar bem com o jogo e também com a eliminatória. Rui Vitória, que já não tinha Jonas, optou por Castillo deixando Ferreyra no banco. E em boa hora o fez, pois o chileno foi essencial no golo do Benfica, ao fazer uma combinação perfeita com atrevido Gedson que depois antecipou-se a Demirel, demasiado lento a sair da baliza. Logo a seguir o chileno lesionou-se e Ferreyra entrou. Mostrando que está um pouco fora deste puzzle enorme chamado Benfica, o argentino foi desmarcado pelo compatriota Salvio, ladeou Demirel e atirou às redes laterais. No minuto quase a seguir o Fenerbahçe empatou numa jogada em que Potuk mostrou todas as deblidades de Grimaldo a defender.

Continuação de tempo quente nesta 4ª feira em Moçambique; 34º em Tete, 33º no Xai-Xai

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta quarta-feira (15) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu geralmente pouco nublado. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de leste
@Verdade - Últimas

Continuação de tempo quente nesta 4ª feira em Moçambique; 34º em Tete, 33º no Xai-Xai

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta quarta-feira (15) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu geralmente pouco nublado. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de leste a nordeste fraco a moderado. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu geralmente limpo. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de leste a nordeste fraco a moderado. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo tempo quente, com céu pouco nublado a limpo. Possibilidade de neblinas ou nevoeiros matinais locais. Vento de nordeste a noroeste fraco a moderado, soprando por vezes com rajadas. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 32 17 Xai-Xai 33 18 Inhambane 32 20 Vilankulo 29 17 Beira 28 18 Chimoio 29 13 Tete 34 18 Quelimane 32 19 Nampula 30 17 Pemba 29 18 Lichinga 25 12

Membro de mesa de voto morto na 2ª volta das presidenciais no Mali

O responsável de uma mesa de voto na segunda volta das eleições presidenciais de domingo no Mali foi morto, no mesmo dia, por homens armados, suspeitando-se de um ataque extremista, anunciaram fontes segurança. Segundo uma das fontes, os ‘jihadistas
@Verdade - Últimas

Membro de mesa de voto morto na 2ª volta das presidenciais no Mali

O responsável de uma mesa de voto na segunda volta das eleições presidenciais de domingo no Mali foi morto, no mesmo dia, por homens armados, suspeitando-se de um ataque extremista, anunciaram fontes segurança. Segundo uma das fontes, os ‘jihadistas’ teriam chegado pelas 13:30 locais a uma mesa de voto em Arkodia, a cerca de 100 quilómetros a sudoeste de Timbuktu, onde a vítima tentou fugir, mas “os ‘jihadistas’ dispararam contra ele e mataram-no”. “Seis pessoas entraram na mesa de voto e assassinaram o presidente”, confirmou fonte próxima da Polícia maliana, acrescentando que os atacantes “impediram a votação”. Segundo o Centro de Observação de Cidadania do Mali, que tem mais de dois mil observadores no terreno, quatro trabalhadores “foram molestados” e a mesa de voto “foi queimada”. Os grupos ‘jihadistas’, expulsos desta região em 2013 por uma intervenção militar francesa, consideraram esta eleição uma «ilusão». Também no norte do Mali, na aldeia de Kiname, a 120 quilómetros de Timbuktu, “homens armados chegaram e incendiaram todos os materiais eleitorais, antes de partirem”, descreveu um habitante local. Os observadores relataram ainda que não houve votação em outras mesas no país devido a “ameaças à segurança”, mas não mencionaram a existência de mais vítimas. Na primeira volta das presidenciais, em 29 de Julho, os extremistas mataram três pessoas que trabalhavam nas eleições e destruíram alguns materiais de voto. Além disso, cerca de três porcento dos cerca de 23 mil locais de voto permaneceram fechados devido à violência, impedindo cerca de 250 mil eleitores de ir às urnas, sobretudo no centro e no norte do país. Para evitar que esta situação se repita, cerca de 36 mil militares, mais seis mil do que na primeira volta, foram mobilizados para garantir a segurança do escrutínio, com o apoio dos capacetes azuis da Missão das Nações Unidas no Mali (Minusma), das forças francesas da operação Barkhane e, no norte, onde o Estado tem pouca ou nenhuma presença, por grupos armados signatários do acordo de paz. Esta segunda volta foi disputada pelo Presidente cessante, Ibrahim Boubacar Keïta (IBK), e pelo líder da oposição, Soumaila Cissé, os dois primeiros classificados da primeira volta com 41,7 e 17,7 porcento dos votos respetivamente. Os dois também se defrontaram na última edição das presidenciais em 2013, quando IBK venceu com mais de 77 porcento dos votos. Mais de 8,4 milhões de eleitores do Mali foram às urnas domingo para votar nesta segunda volta, em que IBK é considerado favorito face a Soumaila Cissé. Dos 22 candidatos que participaram na primeira volta, vários posicionaram-se a favor de IBK, enquanto outros se mantiveram neutros e declararam não apoiar nenhum dos dois candidatos. A neutralidade foi o caso de dois dos principais opositores neste escrutínio, que ocuparam o terceiro e o quarto posto na primeira ronda, ou seja, o empresário Aliou Diallo, que obteve 8,03 porcento dos votos, e o ex-primeiro-ministro Cheick Modibo Diarra (7,39%). O país vive uma situação de insegurança e crise política desde o golpe de Estado militar de 2012, a que se seguiu uma rebelião independentista dos tuaregues no norte, apoiados por grupos jihadistas locais.

Incêndio em hospital em Taiwan deixa 9 mortos e 15 feridos

Um incêndio num hospital em Taiwan na madrugada desta segunda-feira deixou 9 mortos e 15 feridos, e uma investigação foi iniciada para determinar a causa do fogo, disseram autoridades. O primeiro-ministro de Taiwan, William Lai, disse que o Ministério
@Verdade - Últimas

Incêndio em hospital em Taiwan deixa 9 mortos e 15 feridos

Um incêndio num hospital em Taiwan na madrugada desta segunda-feira deixou 9 mortos e 15 feridos, e uma investigação foi iniciada para determinar a causa do fogo, disseram autoridades. O primeiro-ministro de Taiwan, William Lai, disse que o Ministério da Saúde está supervisionando os esforços de resgate no hospital da cidade de Nova Taipé, onde o incêndio foi apagado pouco depois do amanhecer. O incêndio começou no 7º andar do prédio, usado para tratamento de doentes terminais. Imagens da mídia mostraram pacientes sendo retirados do prédio em suas camas hospitalares, enquanto funcionários levavam outros em macas para ambulâncias. Diversas ambulâncias faziam fila do lado de fora do hospital para levar as vítimas para outros centros médicos.

Pelo menos 40 pessoas são mortas por paramilitares no leste da Etiópia

Pelo menos 40 pessoas foram mortas por forças paramilitares no leste da Etiópia durante o final de semana, disse uma autoridade regional de alto escalão nesta segunda-feira, o episódio de violência mais recente provocado por divisões étnicas. Os tum
@Verdade - Últimas

Pelo menos 40 pessoas são mortas por paramilitares no leste da Etiópia

Pelo menos 40 pessoas foram mortas por forças paramilitares no leste da Etiópia durante o final de semana, disse uma autoridade regional de alto escalão nesta segunda-feira, o episódio de violência mais recente provocado por divisões étnicas. Os tumultos irromperam inicialmente ao longo da fronteira das províncias Somali e Oromiya do país em setembro e afugentaram quase um milhão de pessoas, mas a violência havia arrefecido em Abril. Nesta segunda-feira o porta-voz do governo regional de Oromiya, Negeri Lencho, disse que membros fortemente armados de uma força paramilitar da região de Somali realizaram os ataques através da divisa no distrito de Hararghe Oriental de Oromiya. “Ainda não sabemos por que forças liyu atacaram as áreas no sábado e no domingo”, disse ele, referindo-se aos soldados paramilitares. “Mas sabemos que todas as vítimas são oromos étnicos. Ao menos 40 foram mortos nos ataques”. Uma semana antes, multidões saquearam propriedades de minorias étnicas em Jijiga, a capital da região de Somali. O governo central disse que os tumultos foram atiçados por autoridades regionais que se desentenderam com autoridades centrais que tentavam investigar abusos de direitos humanos na região. Segundo o porta-voz, as autoridades disseram que o governo as estava forçando a renunciar ilegalmente e que as forças liyu participaram dos ataques sob suas ordens. As forças são consideradas leais ao líder regional, Abdi Mohammed Omer, que renunciou desde então. As autoridades da região de Somali não estavam disponíveis de imediato para comentar.

Sobe para 436 o número de mortos por terremoto na ilha de Lombok na Indonésia

As autoridades da Indonésia elevaram nesta segunda-feira para 436 o número de mortos e deixou o de pessoas deslocadas em 352.793 pelo terremoto de magnitude 6,9 que atingiu a ilha de Lombok em 5 de Agosto. O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de D
@Verdade - Últimas

Sobe para 436 o número de mortos por terremoto na ilha de Lombok na Indonésia

As autoridades da Indonésia elevaram nesta segunda-feira para 436 o número de mortos e deixou o de pessoas deslocadas em 352.793 pelo terremoto de magnitude 6,9 que atingiu a ilha de Lombok em 5 de Agosto. O porta-voz da Agência Nacional de Gestão de Desastres (BNPB, na sigla em indonésio), Sutopo Purwo Nugroho, informou em comunicado que foram emitidas 259 certidões de óbito das vítimas, enquanto as 177 restantes estão em processo administrativo. A maior parte das mortes ocorreram nos desabamentos de casas e edifícios causados pelo terremoto. A região norte de Lombok, onde foi situado o epicentro do tremor, é a mais atingida com 374 mortes, seguida de Lombok Ocidental, com 37; Lombok Oriental, com 12; Mataram, com nove; Lombok Central, com duas; e Denpasar, capital da ilha vizinha de Bali, também com duas. A BNPB também informou que 1.353 pessoas se encontram hospitalizadas, enquanto o número de deslocados caiu para 352.793, aproximadamente 35 mil a menos que os números oferecidos pelo órgão durante o fim de semana. Em relação aos danos às edificações, ficaram destruídas ou danificadas 67.875 casas, 468 escolas, seis pontes, 50 lugares de oração, 20 escritórios, 15 mesquitas e 13 centros de saúde. O cálculo provisório dos danos elaborados pela BNPB ronda 5,04 trilhões de rupias (303 milhões de euros). As autoridades regionais prorrogaram o período de resposta de emergência até o dia 25 para facilitar as operações humanitárias e de reconstrução.

Inundações deixam 2 mortos e 1 desaparecido nas Filipinas

Pelo menos duas pessoas morreram e uma está desaparecida nas Filipinas pelaspor causa das inundações que afetam mais de um milhão de pessoas com a passagem da tempestade tropical Yagi, informaram nesta segunda-feira as autoridades locais. As zonas mai
@Verdade - Últimas

Inundações deixam 2 mortos e 1 desaparecido nas Filipinas

Pelo menos duas pessoas morreram e uma está desaparecida nas Filipinas pelaspor causa das inundações que afetam mais de um milhão de pessoas com a passagem da tempestade tropical Yagi, informaram nesta segunda-feira as autoridades locais. As zonas mais danificadas pelas copiosas precipitações registadas durante o fim de semana são o centro e o norte do país, segundo o último relatório do Conselho Nacional de Gestão e Redução do Risco de Desastres da Filipinas. Ambas as vítimas morreram afogadas dentro da área metropolitana de Manila, onde as chuvas e inundações foram mais graves e se declarou o alerta vermelho. Os mortos são uma mulher de 61 anos residente do distrito de Quezón e um homem de 36 em Marikina, bairro onde cerca de 22 mil pessoas permanecem evacuadas por causa do risco de transbordamento do rio do mesmo nome. Dos mais de um milhão de evacuados nas regiões afetadas, cerca de 54.680 estão sendo atendidos nos abrigos montados no país para seu atendimento.

Autárquicas 2018: Samora Machel Júnior vira costas à Frelimo e concorre à presidência de ...

Samora Machel Júnior rebentou as coleiras e deu um exemplo de desmame da Frelimo, partido no poder e no qual nasceu e se tornou homem, o que é susceptível de marcar a cisão entre si e o mesmo. Coragem ou indisciplina partidária? O certo é que ele vai ca
@Verdade - Últimas

Autárquicas 2018: Samora Machel Júnior vira costas à Frelimo e concorre à presidência de ...

Samora Machel Júnior rebentou as coleiras e deu um exemplo de desmame da Frelimo, partido no poder e no qual nasceu e se tornou homem, o que é susceptível de marcar a cisão entre si e o mesmo. Coragem ou indisciplina partidária? O certo é que ele vai candidatar-se à presidência do município de Maputo, nas eleições autárquicas de 10 de Outubro deste ano, pela Associação Juvenil para o Desenvolvimento de Moçambique (AJUDEM). O expediente para o efeito foi submetido na segunda-feira (13) à Comissão Nacional de Eleições (CNE). Samora Machel Júnior é o cabeça-de-lista daquela agremiação, decisão que tomou depois de ter sido literalmente preterido nas eleições internas da Frelimo, num processo que tinha todos os condimentos para alguém acreditar que ele estivesse a ser combatido pelo próprios correligionários. O facto criou agitação no seio dos camaradas e o novo rumo tomado pelo filho do falecido estadista moçambicano, Samora Machel, pode ser a confirmação das informações que davam conta de que ele nunca escondeu o desejo de correr como independente. Assim, Samito – cognome pelo qual é carinhosamente tratado, mormente no seio da família Machel – vai lutar pela presidência da capital e cidade mais importante de Moçambique do lado contrário do seu camarada Eneas Comiche, Venâncio Mondlane, da Renamo, Carlos Tembe, da Solidariedade Cívica de Moçambique (SCM), bem como do cabeça-de-lista do Movimento Democrático de Moçambique (MDM). O mandatário da AJUDEM, Albino Forquilha, por sinal o segundo candidato na lista submetida à CNE, disse que não estava em altura de prognosticar se Samito terá ou não problemas com a Frelimo. Segundo a fonte, o visado “ junta-se a um grupo da sociedade civil" e não a um partido político, o que supostamente pode não ter peso nem causar desagrado à Frelimo. Ao concorrer a edil da capital do país por aquela agremiação, o filho do falecido estadista moçambicano, Samora Machel, infringe alguns deveres de conduta estabelecidos pelo partido no qual é membro do Comité Central. Por exemplo, rezam os estatutos da Frelimo que os seus membros têm a obrigação de “não pertencer a um outro partido político, organização associada ou dele dependente”. Ainda de acordo com os ditames da formação política no poder, não é permitido ao militante “ser candidato para qualquer função, por outros partidos ou organizações associadas ou deles dependentes, sem a devida autorização dos órgãos competentes da Frelimo”. A violação destes e outros deveres pode levar à aplicação de sanções, as quais pela ordem da sua gravidade podem ir da advertência, passar pela suspensão da qualidade de membro do partido, por período não superior a um ano, até à expulsão. A AJUDEM é um dos sete grupos de cidadãos eleitores inscritos na CNE e é proveniente da autarquia de Namaacha, na província de Maputo.

Moçambola: Liga, Ferroviário de Nampula e União nos “calcanhares” dos líderes

A Liga Desportiva de Maputo, que venceu o Desportivo de Nacala, o Ferroviário de Nampula, que derrotou o Incomáti, e a União Desportiva do Songo, que somou mais uma vitória em acerto de calendário, encurtaram durante o fim-de-semana a desvantagem que tin
@Verdade - Últimas

Moçambola: Liga, Ferroviário de Nampula e União nos “calcanhares” dos líderes

A Liga Desportiva de Maputo, que venceu o Desportivo de Nacala, o Ferroviário de Nampula, que derrotou o Incomáti, e a União Desportiva do Songo, que somou mais uma vitória em acerto de calendário, encurtaram durante o fim-de-semana a desvantagem que tinham para o líder do Campeonato nacional de futebol que só entra em campo na quarta-feira. Em Tete os campeões nacionais tiveram de aplicar-se a fundo para passarem no teste, atrasado da 19ª jornada, contra os “docentes” de Manica. Após uma 1ª etapa repartida a Universidade Pedagógica adiantou-se no placar logo após o intervalo. Mário Sinamunda restabeleceu a igualdade e Kambala fez a cambalhota do marcador no minuto 70. Dez minutos depois Manga aumentou a vantagem. Mas quando parecia que a vitória estava garantida os “docentes” voltaram a marcar e os “hidroeléctricos” tiveram de lutar até ao final para segurarem a vantagem que os colocou no 3º lugar, como os mesmo pontos do Ferroviário de Nampula, embora ainda tenham mais duas partidas em atraso. No “santuário” do 25 de Junho, em jogo da 21ª jornada, os “locomotivas” da capital Norte não deram chances ao Incomáti. Luckman de cabeça abriu o marcador e antes do intervalo Belito aumentou a vantagem. Na etapa final o Ferroviário sentenciou a vitória que colocou a equipa de Antero Cambaco a 2 pontos da liderança. Mais perto dos líderes estão os “muçulmanos” da Matola que receberam e venceram o Desportivo de Nacala pela margem mínima. Caíram dois lugares os “fabris” do Chimoio que na Soalpo deixaram os “tricolores” roubarem-lhes pontos. Jongue marcou para os anfitriões, no sexto minuto, mas João repôs a igualdade, no minuto 61. No “Chiveve” a equipa de Rogério Gonçalves parece enfim ter encontrado o rumo das vitórias vencendo, com alguma dificuldade, os “trabalhadores” de Quelimane. Dayo inaugurou o marcador ainda no 1º minuto mas Beto restabeleceu a igualdade. Diante do seu público o Ferroviário da Beira voltou para a frente do placar por Dayo, que bisou no minuto 22, e antes do intervalo o capitão Maninho garantiu os 3 pontos na transformação de uma grande penalidade a castigar mão na grande área. Na cidade de Nacala o Sporting terá enterrado as suas chances de manutenção no Moçambola ao ser derrotado pelos “locomotivas” locais. Terrance abriu o placar com um toque subtil à saída do guarda-redes Ró, à passagem do minuto 26, e Nando fez o segundo ainda antes do intervalo. Embora os “leões” de Nampula ainda tenham 18 pontos por disputar até ao término do Campeonato é pouco provável que a equipa agora treinada por Uzaras Momed consiga vence-los todos, aliás nestas 21 jornadas conseguiu apenas duas vitórias. Eis os resultados da jornada 21 que só ficará completa na quarta-feira (15): Liga Desportiva de Maputo 1-0 Desportivo de Nacala Clube do Chibuto 1-1 ENH Vilanculo Ferroviário da Beira 3-1 1º Maio de Quelimane Textáfrica 1-1 Maxaquene Ferroviário de Nacala 2-0 Sporting de Nampula Ferroviário de Nampula 3-0 G.D. Incomáti Ferroviário de Maputo X U.P de Manica (marcado para quarta-feira) União Desportiva de Songo X Costa do Sol(marcado para quarta-feira)   A classificação provisória está desta forma ordenada: J E BM P Ferroviário de Maputo 12 6 14 2º 21 4 28 37 Ferroviário de Nampula 10 5 18 3º 18 3 25 36 Textafrica 9 4 20 5º 20 6 25 33 Maxaquene 8 5 15 8º 21 8 22 26 Costa do Sol 6 7 10 9º 21 7 14 25 ENH de Vilanculo 6 9 22 12º 20 8 15 23 Desportivo de Nacala 6 11 20 13º 20 4 14 22 G.D.Incomati 4 8 16 16º 21 7 9 13

Moçambique isenta líquidos alcoólicos, pérolas ... ...

A equipa do Fundo Monetário Internacional (FMI) que recentemente visitou o nosso país reiterou a necessidade da “eliminação das isenções do IVA, excepto para os bens da cesta básica”. Não pagam o imposto centenas de produtos distribuídos por 97 c
@Verdade - Últimas

Moçambique isenta líquidos alcoólicos, pérolas ... ...

A equipa do Fundo Monetário Internacional (FMI) que recentemente visitou o nosso país reiterou a necessidade da “eliminação das isenções do IVA, excepto para os bens da cesta básica”. Não pagam o imposto centenas de produtos distribuídos por 97 categorias da Pauta Aduaneira – desde líquidos alcoólicos, passando por reactores nucleares, pérolas e até a importação de veículos espaciais (incluindo os satélites) estão isentos -, que o @Verdade descobriu poderiam ter gerado receitas fiscais de mais de 133 biliões de meticais na última década... dinheiro que chegaria para construir imensas escolas à prova de calamidades naturais, hospitais e até levar a água potável e saneamento à metade do povo que não o tem. “Do lado da receita, a missão recomendou a eliminação das isenções do IVA, excepto para os bens da cesta básica, e o fortalecimento da administração do IVA” disse a jornalistas em Maputo o chefe da missão do FMI para Moçambique no passado dia 3. Inquirido sobre que produtos que o Fundo Monetário recomenda que devam deixar de beneficiar da isenção Ricardo Velloso declarou que: “É uma lista bastante grandes, há muitas isenções, a eficiência do IVA em Moçambique é relativamente baixa dada a taxa de 17 por cento, que é uma taxa alta, para uma arrecadação muito baixa em função dessas isenções”. “Vários desses produtos não tem uma conotação social, estão aí a beneficiar as camadas mais ricas da população. A nossa ideia seria proteger a cesta básica, que afecta de uma forma mais directa o consumo das camadas mais pobres da população, mas aumentar essa base e sugerimos ao senhor ministro (da Economia e Finanças) talvez reduzir a taxa de 17 para 16 por cento, mas aumentando a base (daqueles que pagam impostos) teria uma vantagem de ser um imposto mais justo”, explicou Veloso. O @Verdade apurou são 97 as categorias de produtos, sub-divididos em centenas de produtos, que beneficiam de isenção na sua importação. Umas das categorias com maior valor isentado, 4,5 biliões de meticais só em 2016, é da posição pautal de “Reactores nucleares, caldeiras, máquinas, aparelhos e instrumentos mecânicos, e suas partes”. 63,2 biliões de meticais em isenções do Imposto Sobre o Valor Acrescentado Ora esta categoria inclui mais de uma centena de produtos tais como máquinas de calcular, máquinas e aparelhos de ar condicionado, refrigeradores, congeladores, máquinas de lavar louça, máquinas e aparelhos para limpar ou secar garrafas ou outros recipientes, máquinas e aparelhos para encher, fechar, arrolhar ou rotular garrafas, aparelhos e instrumentos de pesagem, incluindo as básculas e balanças para verificar peças fabricadas, máquinas automáticas de venda de produtos (por exemplo: selos, cigarros, alimentos ou bebidas), incluindo as máquinas de trocar dinheiro... claramente produtos que não beneficiam a maioria dos moçambicanos mais pobres e que ainda por cima residem em zonas rurais sem acesso a energia eléctrica ou água corrente. Na panóplia de categorias de produtos, cujos valores isentos ascenderam a 16,8 biliões em 2015 e reduziram para 15,7 biliões no primeiro ano da crise económica que estamos a viver, constam items que os moçambicanos claramente não precisam como balões e dirigíveis, planadores, veículos espaciais (incluindo os satélites) e seus veículos de lançamento, e veículos suborbitais e até mesmo aparelhos e dispositivos para aterragem de veículos aéreos em porta aviões mas também artigos de luxo como relógios de pulso, relógios de bolso e relógios semelhantes, com caixa de metais preciosos ou relógios de pulso, funcionando electricamente, mesmo com contador de de metais folheados ou chapeados de metais preciosos. As pérolas naturais, pedras preciosas ou semi-preciosas e semelhantes, metais preciosos, metais folheados ou chapeados de metais preciosos, e suas obras, bijutarias, moedas também estão isentos de impostos na sua importação tal como chapéus, calçado ou mesmo águas minerais, cerveja de malte, vinho e até mesmo vermutes. Estatísticas da Autoridade Tributária descobertas pelo @Verdade indicam que entre 2006 e 2016 o nosso país concedeu benefícios fiscais a estes produtos que não beneficiam a maioria do povo no montante de 133.003.130.000 meticais, dos quais cerca de 70 por cento correspondem a isenções nas transações Externas e 63,2 biliões de meticais foram isenções do pagamento do Imposto Sobre o Valor Acrescentado (IVA).

Maputo acolhe conferência dos advogados da SADC

Quinze países da Associação de Advogados da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) discutem em Maputo, de 16 a 17 de Agosto em curso, questões de interesse comum, vão também partilhar as melhores práticas adoptadas por cada um dele
@Verdade - Últimas

Maputo acolhe conferência dos advogados da SADC

Quinze países da Associação de Advogados da Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC) discutem em Maputo, de 16 a 17 de Agosto em curso, questões de interesse comum, vão também partilhar as melhores práticas adoptadas por cada um deles com vista a melhorar a relação entre si e trocar ideias e experiências, segundo a Ordem dos Advogados de Moçambique (OAM). Trata-se da 19a. Conferência Anual da daquela agremiação regional. O encontro visa igualmente “criar uma rede de contactos” entre a classe para dinamizar o intercâmbio na região, disse Flávio Menete, bastonário da OAM, à imprensa, na segunda-feira (13). Falando no lançamento da referida conferência, ele acrescentou que o evento servirá ainda para reflectir-se-á sobre o papel do advogado nas parcerias público-privado, uma vez que “os grandes empreendimentos requerem este tipo de parcerias”. Haverá também espaço para debater o papel activo da mulher na advocacia. Entre outros assuntos, será abordada “a harmonização legislativa, o papel dos advogados no desenvolvimento económico da região da SADC e o contributo dos advogados para atrair investimentos para a região”. Estarão presentes na conferência, que se realiza sob o lema “promovendo políticas legais inclusivas para o desenvolvimento sócio económico sustentável na SADC”, Angola, Botswana, República Democrática do Congo, Lesotho, Malawi, Madagáscar, Maurícias, Moçambique, Namíbia, Seychelles, Swazilândia, África do Sul, Tanzânia, Zâmbia e Zimbabwe.

Exposição consciencializa sobre as consequências da má conservação da biodiversidade

A Fundação para o Desenvolvimento da Biodiversidade (BIOFUND), contando com parceria da Fundação Universitária para o Desenvolvimento da Educação (FUNDE), organizarou, recentemente, na cidade de Inhambane, a quarta edição da “Exposição sobre a Bi
@Verdade - Últimas

Exposição consciencializa sobre as consequências da má conservação da biodiversidade

A Fundação para o Desenvolvimento da Biodiversidade (BIOFUND), contando com parceria da Fundação Universitária para o Desenvolvimento da Educação (FUNDE), organizarou, recentemente, na cidade de Inhambane, a quarta edição da “Exposição sobre a Biodiversidade Itinerante: A Cultura da Conservação e o Desenvolvimento Sustentável”. A exposição, que decorreu sob o lema “Harmonizando o Desenvolvimento Económico e a Conservação da Biodiversidade em Moçambique”, visava consciencializar as pessoas sobre as possíveis consequências da má conservação da biodiversidade moçambicana, com destaque para as riquezas, riscos e desafios existentes na província de Inhambane, através da identificação e do envolvimento de parceiros e beneficiários de diferentes áreas. Para tal, a FUNDE capacitou como guias da exposição 15 estudantes provenientes da ADPP (Escola de Professores do Futuro) e da Escola Superior de Hotelaria e Turismo de Inhambane, em matérias ligadas à biodiversidade em Inhambane, espécies aquáticas, habitats aquáticos, fauna e flora. A escolha de Inhambane para acolher a quarta edição da exposição resulta, por um lado, do facto de ser uma província que apresenta uma grande biodiversidade e por ser a que adere às melhores práticas internacionais de conservação e desenvolvimento sustentável da biodiversidade na região Sul do País. Por outro lado, a província de Inhambane é a que possui o maior número de áreas de conservação no País, nomeadamente a Reserva Nacional do Pomene, o Parque Nacional do Arquipélago do Bazaruto, a Zona de Protecção Total de Cabo São Sebastião e o Parque Nacional do Zinave. A parceria entre a FUNDE e a BIOFUND resulta do impacto positivo da primeira exposição sobre a biodiversidade, organizada quando do lançamento da BIOFUND, em Junho de 2015, na cidade de Maputo, e dos apelos feitos por diversas individualidades no sentido de envolver e beneficiar professores e alunos das escolas primárias e secundárias, bem como de centros de ensino e universidades.

Continuação de tempo quente nesta 3ª feira; 35º em Maputo e Tete

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta terça-feira (14) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado a limpo. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de leste a n
@Verdade - Últimas

Continuação de tempo quente nesta 3ª feira; 35º em Maputo e Tete

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta terça-feira (14) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado a limpo. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de leste a nordeste fraco a moderado. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu pouco nublado a limpo. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de leste a nordeste fraco a moderado. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo tempo quente, com céu pouco nublado a limpo. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de nordeste a noroeste fraco a moderado, soprando por vezes com rajadas. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 35 18 Xai-Xai 33 18 Inhambane 29 21 Vilankulo 28 21 Beira 28 20 Chimoio 29 13 Tete 35 20 Quelimane 30 18 Nampula 30 18 Pemba 29 20 Lichinga 25 13

Vídeo mostra soldados do Camarões executando 12 pessoas

A divulgação de um novo vídeo que mostra a execução sumária de 12 pessoas por supostos soldados do Camarões reavivou neste domingo a polêmica sobre a atuação das Forças Armadas do país, frequentemente acusada de violações dos direitos humanos.
@Verdade - Últimas

Vídeo mostra soldados do Camarões executando 12 pessoas

A divulgação de um novo vídeo que mostra a execução sumária de 12 pessoas por supostos soldados do Camarões reavivou neste domingo a polêmica sobre a atuação das Forças Armadas do país, frequentemente acusada de violações dos direitos humanos. As imagens foram reveladas ontem pela Anistia Internacional (AI) e está circulando nas redes sociais. No vídeo, de dois minutos, 12 homens desarmados são executados num muro e, segundo a AI, a gravação é «autêntica» e aconteceu em uma cidade do extremo norte do país. Lá, as Forças Armadas estão imersas no combate ao grupo jihadista Boko Haram. Além destas mortes, os soldados teriam queimado casas e outros bens da população. O governo ainda não emitiu nota oficial. A divulgação do vídeo aconteceu apenas um dia depois de o Executivo de Paul Biya admitir a autenticidade de outra gravação parecida, de julho, que mostrava o assassinato de duas mulheres - supostamente terroristas - com os seus filhos. Nesse caso, o governo informou que prendeu um tenente, um sargento, dois cabos e três soldados. Inicialmente, o Executivo sustentou que o vídeo era manipulado e o qualificou de notícia falsa, mas organizações internacionais, como a AI, defendiam a veracidade. Após pressões nacional e internacional, Biya acabou anunciando uma investigação.

No sector bancário: Governo preocupado com diferenças salariais entre nacionais e estrangeiros

O Governo, através do Ministério do Trabalho, Emprego e Segurança Social (MITESS), diz-se preocupado com o fenómeno da diferenciação salarial entre os colaboradores nacionais e estrangeiros no sector bancário, uma prática contrária à lei. Para al
@Verdade - Últimas

No sector bancário: Governo preocupado com diferenças salariais entre nacionais e estrangeiros

O Governo, através do Ministério do Trabalho, Emprego e Segurança Social (MITESS), diz-se preocupado com o fenómeno da diferenciação salarial entre os colaboradores nacionais e estrangeiros no sector bancário, uma prática contrária à lei. Para além da diferenciação salarial, a contratação ilegal de mão-de-obra estrangeira também faz parte das anomalias que têm sido detectadas durante as inspecções feitas no sector, que emprega mais de 18 mil colaboradores em todo o País. Estas e outras questões serviram de mote para a realização, na sexta-feira, 10 de Agosto, pelo MITESS, na cidade de Maputo, de um seminário de divulgação da legislação laboral ao sector bancário. Na cerimónia de abertura, o vice-ministro do Trabalho, Emprego e Segurança Social, Oswaldo Petersburgo, referiu que o encontro visava divulgar as normas e procedimentos do sector laboral, cujo cumprimento contribui sobremaneira para a paz e estabilidade das relações laborais, bem como sensibilizar os gestores das instituições bancárias sobre a necessidade de desenvolverem as suas actividades dentro do quadro jurídico laboral. O vice-ministro do Trabalho, Emprego e Segurança Social revelou, na ocasião, que algumas anomalias verificadas neste sector ocorrem “mesmo depois de várias intervenções inspectivas de carácter pedagógico”. Por isso, o sector do Trabalho, Emprego e Segurança Social tem introduzido reformas com vista a imprimir celeridade, transparência e maior controlo, bem como reduzir o espaço de manobra para actos ilícitos, tais como a contratação ilegal de trabalhadores estrangeiros. Oswaldo Petersburgo apontou a conclusão do processo de informatização do Sistema de Segurança Social Obrigatória, o lançamento da plataforma informática M-Contribuição, a aprovação do Decreto 37/2016 (que aprova o novo Regulamento dos Mecanismos e Procedimentos para Contratação de Cidadãos de Nacionalidade Estrangeira), a introdução do Sistema de Gestão do Fenómeno Migratório (SIMIGRA), o lançamento da certidão de quitação electrónica e da Folha de Relação Nominal electrónica (E-Folha) como parte das reformas que têm sido introduzidas no sector. Por seu turno, o presidente da Associação Moçambicana de Bancos, Teotónio Comiche, louvou o MITESS pela iniciativa, que, na sua opinião, reforça a relevância do sistema financeiro nacional, tendo em conta o número de cidadãos que emprega. O encontro, considerou Teotónio Comiche, vai permitir a “harmonização na implementação da legislação laboral, bem como a recolha, por parte do MITESS, de subsídios do sector relativamente ao projecto de revisão da Lei do Trabalho”.

Inundações nas Filipinas deixam pelo menos 340.124 deslocados

Pelo menos 340.124 pessoas foram deslocadas nas Filipinas por causa das inundações nas regiões central e norte causadas pela depressão tropical Yagi, e as copiosas chuvas que a acompanham, informaram hoje as autoridades locais. As autoridades não divu
@Verdade - Últimas

Inundações nas Filipinas deixam pelo menos 340.124 deslocados

Pelo menos 340.124 pessoas foram deslocadas nas Filipinas por causa das inundações nas regiões central e norte causadas pela depressão tropical Yagi, e as copiosas chuvas que a acompanham, informaram hoje as autoridades locais. As autoridades não divulgaram por enquanto dados de mortos ou feridos por causa da catástrofe. O porta-voz da Presidência filipina, Harry Roque, afirmou que o Governo liberou dinheiro para ajudar os afectados. Do total de deslocados, apenas 842 pessoas recebem atendimento nos centros de evacuação, segundo dados do Departamento de Bem-estar Social e Desenvolvimento. O serviço meteorológico filipino advertiu que as inundações e os deslizamentos de terra em Luzon poderiam continuar hoje devido a novas precipitações moderadas, embora a depressão tropical Yagi se encaminhe para Taiwan. Entre 15 e 20 tufões visitam todos os anos as Filipinas durante a temporada de chuvas que, no geral, começa em maio ou junho e termina em novembro ou dezembro.

Vaga de calor esta semana no Sul e depois no Centro de Moçambique

O Instituto Nacional de Meteorologia (INAM) prevê a ocorrência de vaga de calor, «caracterizada por tempo quente com temperaturas que variam de 32 a 34 graus celsius e ventos com rajadas fortes», a partir desta segunda-feira(13) até sexta-feir
@Verdade - Últimas

Vaga de calor esta semana no Sul e depois no Centro de Moçambique

O Instituto Nacional de Meteorologia (INAM) prevê a ocorrência de vaga de calor, «caracterizada por tempo quente com temperaturas que variam de 32 a 34 graus celsius e ventos com rajadas fortes», a partir desta segunda-feira(13) até sexta-feira (17) nas províncias de Maputo, Gaza e Inhambane. Um comunicado do INAM precisa que o calor intenso deverá ser sentido nos distritos de Matutuíne, Boane, Namaacha, Marracuene, Moamba, Magude, Manhiça e cidades de Maputo e Matola (na província de Maputo); nos distritos de Chicualacuala, Massangena, Mabalane, Chibuto, Mandlakazi, Bilene, Massingir, Guijá e cidades de Chókwé e Xai-Xai (na província de Gaza); e também nos distritos de Zavala, Inharrime e Panda (na província de Inhambane). De acordo com o Instituto de Meteorologia a vaga de calor deverá afectar ainda as províncias de Sofala, Manica, Zambézia e Tete com temperaturas máximas variando de 30 a 35 graus celsius e ventos com rajadas fortes.

2ª feira quente no Centro e Sul de Moçambique; 34º em Tete e 33º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta segunda-feira (13) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado localmente nublado. Possibilidade de chuviscos na faixa costeira da pro
@Verdade - Últimas

2ª feira quente no Centro e Sul de Moçambique; 34º em Tete e 33º em Maputo

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para esta segunda-feira (13) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu pouco nublado localmente nublado. Possibilidade de chuviscos na faixa costeira da província de Cabo Delgado. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de sueste a nordeste fraco a moderado. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu pouco nublado a limpo. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de leste a nordeste fraco a moderado. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo tempo quente, com céu pouco nublado a limpo. Vento de nordeste a noroeste fraco a moderado, soprando por vezes com rajadas. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 33 16 Xai-Xai 31 17 Inhambane 29 19 Vilankulo 28 18 Beira 28 19 Chimoio 28 15 Tete 34 19 Quelimane 30 20 Nampula 29 17 Pemba 28 19 Lichinga 25 13

Congo tem quatro novos casos de ebola, médicos preparam tratamento experimental

Quatro novos casos do Ébola foram confirmados na República Democrática do congo, afirmou o Ministério da Saúde, acrescentando que autoridades médicas preparam a utilização de um tratamento experimental da doença. Os últimos casos confirmados ocor
@Verdade - Últimas

Congo tem quatro novos casos de ebola, médicos preparam tratamento experimental

Quatro novos casos do Ébola foram confirmados na República Democrática do congo, afirmou o Ministério da Saúde, acrescentando que autoridades médicas preparam a utilização de um tratamento experimental da doença. Os últimos casos confirmados ocorreram próximos da cidade de Mangina, na província de Kivu do Norte, o que levou o total de casos do actual surto para 21, informou o ministério. Duas outras pessoas, uma próxima de Mangina e outra na cidade de Beni, morreram depois de terem contraído o vírus, disse o ministério. No total, acredita-se que a febre hemorrágica tenha matado 38 pessoas, embora vários casos não tenham sido confirmados. Autoridades começaram nesta semana a vacinar funcionários de equipes de saúde e pessoas que tiveram contacto com casos confirmados. A vacina experimental, produzida pela Merck, mostrou-se eficaz contra o surto do vírus no Congo, encerrado no final do mês passado. Autoridades também estão prontas para usar um tratamento experimental, chamado de mAB114, em pacientes de ebola pela primeira vez, disse Steve Ahuka, um virologista do Instituto Nacional de Pesquisa Biomédica (INRB), na capital Kinshasa. O tratamento foi desenvolvido nos Estados Unidos usando anticorpos de sobrevivente de um surto do Ébola ocorrido na cidade congolesa de Kikwit em 1995 e mostrou-se 100 por cento efectivo quanto testado em macacos. “É experimental, então estamos a seguir o protocolo. O tratamento foi submetido à comissão de ética, que deu aprovação”, disse Ahuka, acrescentando que ele deverá ser usado nos próximos dias. Ele disse que outros tratamentos experimentais, incluindo ZMapp, uma droga sintetizada a partir de anticorpo produzida pela Mapp Biopharmaceuticals, em San Diego, também poderão ser usados. O Ébola, que causa febre, vómito e diarréia, se espalha por contacto directo com fluidos corporais. O vírus matou mais de 11 mil pessoas durante no oeste da África entre 2013 e 2016.

Estado indiano de Kerala entra em alerta após 34 mortos em enchentes

Mais da metade dos 14 distritos do Estado de Kerala, na Índia, foram colocados em alerta, disseram fontes oficiais neste sábado, enquanto o número de mortes de uma das piores enchentes na região chega a 34 pessoas. Chuvas torrenciais e deslizamento de
@Verdade - Últimas

Estado indiano de Kerala entra em alerta após 34 mortos em enchentes

Mais da metade dos 14 distritos do Estado de Kerala, na Índia, foram colocados em alerta, disseram fontes oficiais neste sábado, enquanto o número de mortes de uma das piores enchentes na região chega a 34 pessoas. Chuvas torrenciais e deslizamento de terra durante o período de monções na Índia, entre junho e setembro, assolaram fazendas e motivaram evacuações maciças no Estado de Kerala. Plantações em 1.031 hectares foram danificadas, e 31.000 pessoas foram forçadas a se abrigarem em campos de resgate, de acordo com a sala de controle da Autoridade de Administração de Desastres do Estado de Kerala (KSDMA). Uma fonte oficial disse que oito distritos foram colocados em diferentes níveis de alerta. Outra fonte governamental afirmou à Reuters que plantações avaliadas em 49,65 milhões de dólares norte-americanos, ao redor de 26.824 hectares, foram destruídas pelas chuvas desde que elas começaram, em 29 de maio. P.H. Kurian, chefe da KSDMA e alto burocrata estatal, afirmou que as chuvas diminuíram. “Não houve chuva nas áreas de captação dos grandes reservatórios hoje”, disse Kurian. “No entanto, vamos continuar nosso alerta até 15 de Agosto.” O ministro federal do Interior, Rajnath Singh, viajará para o Estado, no próximo domingo, para fazer um balanço das operações de alívio e resgate, acrescentou Kurian. As autoridades estatais de Kerala tomaram a medida sem precedentes de abrirem comportas de 25 reservatórios de água para evitar rompimento de barragens. O Estado, que tem 44 rios, testemunhou as piores enchentes em 1924, depois de chuvas torrenciais. O departamento de meteorologia prevê chuvas fortes até 15 de agosto, Dia da Independência da Índia, também alertando enchentes em áreas baixas da costa. Pescadores foram aconselhados a não se aventurarem no mar. Apesar das chuvas, dezenas de milhares de hindus ao redor do Estado juntaram-se nas margens dos rios e nas estradas para um ritual em honra de seus antepassados.

Domingo fresco e com céu pouco nublado em Moçambique

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para este domingo (12) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu geralmente pouco nublado. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de leste a nor
@Verdade - Últimas

Domingo fresco e com céu pouco nublado em Moçambique

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para este domingo (12) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu geralmente pouco nublado. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de leste a nordeste fraco a moderado. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu pouco nublado a limpo. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de sueste a nordeste fraco a moderado. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo céu pouco nublado temporariamente muito nublado. Possibilidade de chuviscos na faixa costeira da província de Inhambane. Vento de sueste a nordeste fraco a moderado, soprando por vezes com rajadas. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 29 17 Xai-Xai 27 18 Inhambane 27 19 Vilankulo 27 20 Beira 28 19 Chimoio 28 17 Tete 34 19 Quelimane 30 20 Nampula 29 17 Pemba 29 18 Lichinga 25 13

Liga Moçambicana de Basquetebol: ferroviários da Beira e do Maputo apurados para meias-finais

Os ferroviários da Beira e do Maputo destacaram-se na liderança da Liga Moçambicana de Basquetebol seniores masculinos e asseguraram a sua presença nas meias-finais da prova, que decorre na capital de Sofala, a uma jornada do término da fase regular.
@Verdade - Últimas

Liga Moçambicana de Basquetebol: ferroviários da Beira e do Maputo apurados para meias-finais

Os ferroviários da Beira e do Maputo destacaram-se na liderança da Liga Moçambicana de Basquetebol seniores masculinos e asseguraram a sua presença nas meias-finais da prova, que decorre na capital de Sofala, a uma jornada do término da fase regular. Os campeões nacionais tiveram de suar para ultrapassar o Costa do Sol na jornada 6, disputada na sexta-feira (10). Invictos até a terceira jornada os rapazes de Miguel Guambe que mostraram na quadra que são candidatos ao título, depois de derrotarem o Ferroviário de Maputo, duelaram ponto a ponto com os «beirenses» até ao intervalo que registava uma igualdade a 37 pontos. Mas a equipa de Nazir Salé, que ganha mais ritmo a cada partida, assumiu a sua determinação de renovar o título impôs o seu jogo dilatando o placar até a vitória final por 59 a 98 pontos. Também os «locomotivas» de Maputo tiveram de suar para vencer a bem organizada e aguerrida jovem equipa da A Politécnica por 69 a 53 pontos. O Desportivo de Maputo, que venceu nesta jornada o Ferroviário de Nacala por 66 a 51 pontos, continua a ameaçar a qualificação dos «canarinhos» e dos «universitários», está a apenas um ponto de distância. Jogando apenas pela honra o Maxaquene venceu o Vaz Basket Team da Beira, por 52 a 75 pontos, que é cada vez mais último classificado. Eis a classificação à entrada da última jornada: A 7ª e última jornada joga-se neste sábado com o seguinte programa:  

Sábado fresco no Sul e Norte, calor no Centro de Moçambique

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para este sábado (11) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu geralmente pouco nublado. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de nordeste a
@Verdade - Últimas

Sábado fresco no Sul e Norte, calor no Centro de Moçambique

O Instituto Nacional de Meteorologia prevê o seguinte estado do tempo para este sábado (11) em Moçambique: nas províncias de Niassa, Cabo Delgado e Nampula céu geralmente pouco nublado. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros locais. Vento de nordeste a sueste fraco a moderado. Para as províncias de Tete, Zambézia, Manica e Sofala céu pouco nublado localmente muito nublado. Ocorrência de neblinas ou nevoeiros matinais locais. Possibilidade de ocorrência de chuvas fracas ou chuviscos locais ao longo da costa. Vento de nordeste a sueste fraco a moderado soprando por vezes com rajadas na faixa costeira da província de Sofala. Nas províncias de Inhambane, Gaza e Maputo tempo fresco com céu nublado a muito nublado. Possibilidade de ocorrência de chuvas fracas ou chuviscos locais. Vento de sueste a sudoeste fraco a moderado, rodando para nordeste soprando com rajadas. Eis as temperaturas previstas: Cidade Tempo Máx ºC Mín ºC Maputo 26 15 Xai-Xai 24 17 Inhambane 28 18 Vilankulo 27 19 Beira 30 20 Chimoio 31 12 Tete 33 20 Quelimane 33 19 Nampula 29 18 Pemba 29 19 Lichinga 25 11

Presidente do Sudão do Sul concede amnistia a ex-vice e outros rebeldes

O presidente Salva Kiir concedeu uma amnistia geral aos rebeldes envolvidos na guerra civil do Sudão do Sul, incluindo o seu ex-vice Riek Machar, e uma organização de direitos humanos disse que as autoridades do país mais novo da África também deveriam
@Verdade - Últimas

Presidente do Sudão do Sul concede amnistia a ex-vice e outros rebeldes

O presidente Salva Kiir concedeu uma amnistia geral aos rebeldes envolvidos na guerra civil do Sudão do Sul, incluindo o seu ex-vice Riek Machar, e uma organização de direitos humanos disse que as autoridades do país mais novo da África também deveriam libertar os críticos que não pegaram em armas. A ordem de amnistia foi lida na televisão estatal na noite de quarta-feira, três dias depois de Kiir, o líder do grupo SPLM-IO, Machar, e os chefes de outros grupos assinarem um cessar-fogo e um acordo de divisão de poder na capital sudanesa Cartum. Uma desavença política entre Kiir e Machar em 2013 degenerou numa guerra que matou dezenas de milhares, obrigou um quarto da população a fugir de casa e arruinou a economia do país, dependente do petróleo. O conflito muitas vezes envolveu divisões étnicas. Acordos anteriores para encerrá-lo fracassaram, incluindo um de 2015 que suspendeu brevemente as hostilidades, mas desmoronou quando Machar voltou à capital Juba no ano seguinte. O SPLM-IO é o maior dos grupos rebeldes que lutam contra o governo de Kiir, e combatentes se aliaram a ele para controlar várias áreas próximas da capital. Outros grupos antigoverno também emergiram, alguns dos quais lutaram entre si. Nesta quinta-feira a Human Rights Watch pediu a libertação de vários críticos do governo presos pelos serviços de inteligência, entre eles Peter Biar Ajak, um economista proeminente que criticou os dois lados pela guerra. “As autoridades do Sudão do Sul deveriam libertar qualquer um preso arbitrariamente e mudar a maneira como as agências de segurança nacional operam”, disse Jehanne Henry, diretor-associado para a África da organização sediada em Nova York, em um comunicado.

Autárquicas 2018: Renamo escolhe Manuel Bissopo para tira-teimas com Daviz Simango e Augusta ...

O secretário-geral da Renamo, Manuel Bissopo, é o cabeça-de-lista da Renamo para a cidade da Beira, segunda maior urbe de Moçambique, nas eleições autárquicas de 10 de Outubro deste ano. Ele vai enfrentar o edil Daviz Simango, presidente do Movimento D
@Verdade - Últimas

Autárquicas 2018: Renamo escolhe Manuel Bissopo para tira-teimas com Daviz Simango e Augusta ...

O secretário-geral da Renamo, Manuel Bissopo, é o cabeça-de-lista da Renamo para a cidade da Beira, segunda maior urbe de Moçambique, nas eleições autárquicas de 10 de Outubro deste ano. Ele vai enfrentar o edil Daviz Simango, presidente do Movimento Democrático de Moçambique (MDM), que desde 2003 é o todo-poderoso naquela urbe, que a Frelimo tentará arrancá-la das mãos da oposição. Para o efeito, vai correndo com a actual secretária permanente da província de Sofala, Augusta Maita. Ainda em Sofala, a Renamo depositou confiança em Joaquim Greva, Alfredo Magaço, Eusébio Vasco e Felizardo Chapo, para os conselhos autárquicos de Dondo, Gorongosa, Marromeu e Nhamatanda. Os cabeças-de-lista do maior partido da oposição foram divulgados na quinta-feira (09), na capital moçambicana, pelo porta-voz da Comissão Política Nacional, Alfredo Magumisse. A sede da Renamo quase ficava pequena para acolher os militantes, alguns idos de Quelimane, Tete, como é o caso de Manuel de Araújo e Ricardo Tomás, respectivamente. Para a cidade de Maputo, a “perdiz” reconfirmou Venâncio Mondlane, que no dia 10 de Outubro estará em tira-teimas diante de Eneas Comiche, candidato da Frelimo. O MDM ainda não indicou o seu aspirante a edil, depois de ter sido dado as costas por Venâncio. Na autarquia de Nampula, a Renamo confia em Paulo Vahanle, que na última eleição intercalar derrotou na segunda volta o candidato da Frelimo, Amisse Cololo. Os dois voltam a encontrar-se dentro de 61 dias, para uma disputa da qual fará parte o cabeça-de-lista do MDM, Fernando Bismarque, também porta-voz da sua bancada na Assembleia da República (AR). O maior partido da oposição reconfirmou igualmente o chamado “incendiário” deputado da Assembleia da República (AR), António Muchanga, cabeça-de-lista para o município da Matola, onde o “batuque e a maçaroca” aposta no actual edil Calisto Cossa e o MDM em Silvério Ronguane, também parlamentar. Manuel de Araújo, que deixou o MDM e regressou para a “perdiz”, vai testar a sua popularidade no Conselho Autárquico de Quelimane, defrontando Carlos Carneiro, da Frelimo, e Rogério Warowaro, do “galo”. Para as autarquias de Gaza, considerado baluarte da Frelimo, a Renamo elegeu Mouzinho Gundurujo (Xai-Xai), Carlos Sumburane (Praia do Bilene), Narciso Cumbane (vila da Macia), Heique Sitoe (Mandlakaze), Pedro Pelembe (Chibuto) e Alfredo Dide (Chókwè). Os municípios da cidade de Inhambane, Quisisco, Maxixe, Massinga e Vulanculo, na província de Inhambane, o maior partido da oposição indicou Vitalino Macauze, Cândido Maculuve, Simião Uelemo, Armando Maquiquele e João Boaventura. Refira-se que João Marissane, outrora vogal da Comissão Nacional de Eleições (CNE), há dias foi eleito cabeça-de-lista para Boane; Jeremias Cumbe, para o Conselho Autárquico da Namaacha; Carvalho Bembe, para Manhiça. Eis os candidatos dos restantes municípios:  

Autárquicas 2018: Frelimo já se candidatou para as eleições de Outubro e fala em “ganhar ...

O partido no poder, a Frelimo, formalizou a sua candidatura para as eleições autárquicas de 10 de Outubro próximo, na quinta-feira (09), na Comissão Nacional de Eleições (CNE). À saída da sala onde aquele órgão do Estado recebe a candidatura
@Verdade - Últimas

Autárquicas 2018: Frelimo já se candidatou para as eleições de Outubro e fala em “ganhar ...

O partido no poder, a Frelimo, formalizou a sua candidatura para as eleições autárquicas de 10 de Outubro próximo, na quinta-feira (09), na Comissão Nacional de Eleições (CNE). À saída da sala onde aquele órgão do Estado recebe a candidaturas, no Centro Internacional de Conferências Joaquim Chissano (CICJC), a mandatária da Frelimo, Verónica Macamo, disse que o desejo da sua formação política é vencer em todas as 53 autarquias. Aliás, em vez da dúvida, ela mudou o discurso e cantou vitória antecipada: “Estamos convencidos de que vamos ganhar, e bem”, porque segundo disse, o seu partido é “muito bem organizado (...)”. Comentando a respeito da escolha dos candidatos do seu partido, a mandatária, que é também presidente da Assembleia da República (AR), considerou que a Frelimo pauta pela “renovação na continuidade”, com vista a garantir que tenha uma “mescla de experiência e sabedoria”, bem como os “novos saberes trazidos pelos jovens". A Frelimo foi o primeiro partido a candidatar-se para as quintas eleições autárquicas, a realizarem-se no dia 10 de Outubro. O processo decorre de 06 a 13 de Agosto em curso. Na quarta-feira (08), candidatou-se o movimento Solidariedade Cívica de Moçambique (SCM), encabeçado pelo pastor Carlos Tembe, que nos últimos 20 anos estava filiado a Juntos Pela Cidade (JPC) e ao Movimento Democrático de Moçambique (MDM). Ele vai concorrer apenas na cidade de Maputo.

Get more results via ClueGoal